Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022
Editorial

Assassinatos e esquartejamentos de Manaus


corpo_de_homem_-_junio_matos_F84DDD1B-A411-434D-A6DD-BB9839431801.jpg
25/11/2021 às 08:08

A série de aparecimento de corpos humanos retalhados, com pedaços distribuídos em lixeiras ou lixões de bairros pede respostas. Não é aceitável que a sucessão de casos seja um relato da mídia sem respostas dos órgãos de segurança pública ou com respostas pela metade ao indicar a possível disputa de área de grupos narcotraficantes.

O que está acontecendo na cidade é muito grave e a atitude governamental tem sido de aparente 'deixa pra lá que eles se resolvem'. Tanto por parte do Estado, cuja competência e responsabilidade nessa área é total, quanto pela prefeitura municipal na medida em que a insegurança atinge duramente a população da cidade e afeta a vida, a saúde e as ações das pessoas, a economia do município.

Os relatos jornalísticos sobre os pedaços de corpos encontrados se assemelham a um tipo de ficcção de serial killer com a diferença de que Manaus vive a realidade dos assassinatos e esquartejamentos de pessoas.

A governabilidade está sendo questionada e cobrada a tomar posição mais ágil, oferecer respostas eficazes e dentro da legalidade para que Manaus e outros municípios da região metropolitana saiam desse quadro de violência generalizada, do medo e terror a que foram submetidos.

A segurança deixou de ser tratada como pauta importante pelos governos e nos pactos firmados entre Estado e Município. É mais retórica eleitoral e momentânea, como resposta das autoridades diante de determinados acontecimentos que, exposto pedem posição dos governos. 

Colocar o assunto no grau de importância que merece exige determinação política e sensibilidade administrativa capaz de perceber o alcance da desestruturação nesse setor do avanço em passos rápidos das ações dos narcotraficantes que estão tomando conta das cidades no meio urbano e no interior dos municípios, estabelecem códigos de conduda e passam a ser os reais administradores desses espaços.

Eis uma das questões gritantes em Manaus à espera da tomada de posição que tenha elemento visível do envolvimento das autoridades públicas na busca de resolução e do restabelecimento de um nível de segurança e de credibilidade nessa área para assegurar a integridade do ir e vir dos cidadãos. Igualmente que sejam efetivamente esclarecidos os casos dos assassinatos e as medidas adotadas. 

Foram investidos recursos financeiros volumosos para fazer de Manaus uma cidade inteligente. Onde estão os mecanismos que integram os aparatos dessa inteligência? O que funciona nesse setor?


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.