Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2022
Permanência

Segue o jogo! 'Nos acréscimos', TJD opta pela permanência do Iranduba no Barezão Feminino

Dr. Márcio Greyk 'impediu' a exclusão do Hulk no estadual deste ano, o que também mantém o clube no Brasileirão Série A2 de 2022



6357e76e-b0ea-43c7-b15a-044e17c475b3_EA04814A-2AC5-4461-93CF-C9C169ED8C8B.jpg Foto: Adriano Pontes/CBF
04/12/2021 às 08:59

Para todos os apoiadores do futebol feminino no Amazonas, o dia 3 de dezembro de 2021 vai ficar marcado por uma grande 'virada de placar'. Nesta sexta-feira (3), na sede do Tribunal de Justiça Desportiva, o Esporte Clube Iranduba da Amazônia comemorou, aliviado. 

O Hulk correu sério risco de ser excluído do Barezão Feminino, por não comparecer com o mínimo de jogadoras necessárias para a partida contra o 3B - no último domingo (28) -, resultando na não-realização do jogo.



Se isso ocorresse, o clube perderia a vaga no Brasileirão Série A2 de 2022 e só poderia voltar a disputar competições nacionais após cumprir 2 anos de suspensão. 

 

Gols contra


A auditora relatora do processo, Dra. Bruna Pereira da Costa, pediu pela exclusão do Iranduba e multa de R$ 10.000,00, alegando que o clube "não tinha sequer o mínimo de jogadoras para participar da competição". 

Logo em seguida, a Dra. Tatiane de Paula Santos acompanhou o voto da relatora, 'abrindo 2 a 0' contra o clube alviverde, restando somente mais três votos a serem computados. Tensão total! 

 

Craque do jogo


Quando a Dra. Anne Clicia Alves da Silva votou pela exclusão, os votos ficaram em 3 a 0. Foi aí que o presidente da sessão, o Dr. Márcio Greyk José de Paula Raposo, mudou o cenário por completo. 

Ao entrar no site da Federação Amazonense de Futebol (FAF), o presidente constatou algo que não estava nos autos do processo: a realização do jogo contra o Tarumã - na última quarta (1) -, no qual o Iranduba venceu por 7 a 0, com 19 jogadoras constando em súmula. 

Com a prova em mãos, o Dr. Márcio votou para que o Iranduba não fosse excluído e tivesse a multa reduzida para R$ 5.000,00. O Dr. Marcelo Albuquerque Chaves acompanhou o voto do presidente e, logo em seguida, a Dra. Anne - que anteriormente havia votado pela exclusão - mudou de ideia, acompanhando o Dr. Márcio. Foi nesse momento que o Hulk renasceu das cinzas, como uma fênix! 

 

Bola rolando


Com o 3 a 2 a favor e somente uma multa de R$ 5.000,00 a pagar, o Iranduba agora foca em apenas um objetivo: avançar no Barezão Feminino. Neste domingo (5), às 15h, o Hulk recebe o JC no Carlos Zamith, em duelo que reúne os dois clubes que representam o Amazonas na 2ª divisão do futebol feminino nacional.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.