Sexta-feira, 15 de Outubro de 2021
Prisão de suspeitos

Forca Tática prende suspeitos de matarem 'Bruxo do Amazonas'

A prisão dos suspeitos aconteceu por volta das 22h30 de quarta-feira (23)



32ed76f0-8269-427d-a7ad-540610555dcc_1CF9E031-ECDA-4B97-8D8F-02A9D89C57BD.jpg Foto: Divulgação
23/09/2021 às 09:27

Erick André Rebelo Dias, 21 e Gabriel Fernandes Araújo, 19, foram detidos suspeitos de matarem o cantor de forró Romário de Jesus Santiago. A suspeita é que a motivação do crime seria o fato de Romário ter cantado para uma facção rival. A informação foi dada à imprensa por equipes da Força Tática da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) na manhã desta quinta-feira (23).

De acordo com o tenente da Força Tática que se identificou apenas como Samuel, os detidos confessaram o crime. “Segundo eles, [a motivação do crime] foi a apologia que o cantor realizava nas suas músicas à facção rival, que seria o Comando Vermelho. Esse seria o estopim para o mando da execução”, disse. 



Segundo informado pelos policiais, a prisão ocorreu por volta das 22h30 de quarta-feira (22). Equipes da Força Tática abordaram um carro do tipo Ford Ka no bairro Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus. Os agentes também apreenderam uma pistola de calibre nove milímetros e munições.

Ainda conforme o policial, há a possibilidade de que a confissão feita pelos detidos tenha sido uma mentira proferida com intuito de proteger membros maiores da facção à qual eles pertencem. O caso será elucidado por meio de investigação da Polícia Civil do Amazonas (PCAM).  

 

Momento da abordagem policial 

 

Segundo o tenente da Força Tática, as equipes estavam em patrulha, quando encontraram um carro onde os jovens estavam. “Os mesmos demonstraram certo nervosismo ao perceberem a presença policial, por isso foram abordados”, disse. 

Durante revista inicial, os agentes não encontraram nada ilícito, porém, durante revista realizada no carro no qual os jovens estavam, os policiais encontraram uma pistola de calibre nove milímetros, dois carregadores, um simulacro de pistola, e munição de arma de fogo de calibre 556. 

“Indagados, os mesmos falaram que pertenciam a uma facção criminosa, a CDN, e que participaram ativamente da execução do cantor Romarinho”, afirmou. 

Os dois indivíduos – que possuem passagem por tráfico e roubo – receberam voz de prisão e foram levados ao 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

News 6bf8d194 12ee 4a6c 8ab8 29658d0c6750 e69fe602 b00d 41db b967 4526a2cde395
Repórter de A Crítica
Jornalista graduado no Centro Universitário do Norte (UniNorte), que busca trazer um pouco de storytelling a todos os aspectos da vida, principalmente aos textos que levam sua assinatura.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.