Domingo, 27 de Setembro de 2020
Sim e Não

Luciano Huck é criticado por deputados do AM após fala sobre a ZFM


luciano-huck-reformas-na-globo-950x633_87F0249C-67DB-42AF-B521-2C0ED87EB7C4.jpg
05/08/2020 às 13:17

O apresentador Luciano Huck foi criticado pelo deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) durante sessão plenária na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta quarta-feira (5). Em uma live na última segunda-feira (3), Huck falou sobre a Zona Franca de Manaus (ZFM) e disse que o Polo Industrial de Manaus (PIM) deveria produzir tecidos e cosméticos como insumos da floresta e não motocicletas ou eletrodomésticos. 

Dá zero pra ele! -  “O meu repúdio ao apresentador Luciano Huck que vem, de graça, agredir a Zona Franca de Manaus. Ele não entende absolutamente nada de Zona Franca de Manaus. Ele não entende nada de geopolítica e agora ele vem querer dar aula para a gente sobre meio ambiente e sobre Zona Franca? ”, disse Serafim Corrêa.

Ramos também quis saber - O deputado federal Marcelo Ramos (PL) também questionou Luciano Huck, no WhatsApp, pelos seus pronunciamentos. Em um vídeo publicado pelo próprio parlamentar no Instagram, o apresentador respondeu ao deputado, se justificando e questionando como a ZFM se manteria até 2073. 

Loucura, loucura - No vídeo, Huck faz pelo menos quatro perguntas à Ramos. “A minha reflexão de ontem não era para tirar nada, é para somar. A Zona Franca tá pactuada até 2050 (na verdade, foi prorrogada até 2073). Então como é que você potencializa? Como é que você cria uma narrativa 4.0 para Zona Franca de Manaus? O mundo inteiro hoje quer consumir o alimento da floresta, cosméticos da floresta, o tecido da floresta. Como é que você agrega isso na cadeia de produção da Zona Franca de Manaus? Como é que você traz para essa região do país parte desses 55 trilhões de dólares que estão na mesa? E que antes estavam focados no investimento petroquímica, em gás, em petróleo, dos grande fundos mundiais e agora eles estão mirando nesta biotecnologia, nesta bioindústria”. 

Propôs uma live - Em resposta, Ramos disse que concorda que o modelo precisa ser ampliado para o que chamamos de “bioeconomia da Amazônia”, e propôs um debate sobre o assunto. “Quero te propor uma live para que nós possamos conversar sobre Zona Franca, sobre o futuro da Amazônia, sobre preservação da floresta e também te convidar desde já para conhecer as indústrias do Polo Industrial de Manaus, que eu tenho certeza que você vai sair ainda mais sensível de que esse é o modelo que precisa ser fortalecido para que a gente faça essa migração que você propõe. Estamos juntos pelo Amazonas e pelo Brasil, Luciano, grande abraço”, finalizou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.