Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
Sim e Não

Agentes de turismo pressionam


show_show_agora_agorinha_turismo_98ADD360-BADC-4871-874C-D3E4A0700E2D.jpg
10/07/2020 às 08:19

A pressão para que o Projeto de Lei 2013/2020 seja votado na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) está aumentando. De autoria do deputado estadual Felipe Souza (Patriota), a matéria propõe auxílio para os profissionais do turismo incluídos no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur).  O setor foi um dos mais  afetados pela pandemia. Nos comentários das sessões plenárias transmitidas nas redes sociais, guias de turismo afirmam que estão passando necessidade.      

Sem previsão Ainda não existe uma data para  a liberação gradual do transporte fluvial, que foi interrompido por meio de um decreto estadual. Com isso, os agentes de turismo  não conseguem vender os passeios. Olímpio Carneiro, que reabriu sua agência no ciclo de 1º de junho, é um dos que não conseguem trabalhar. “Não adiantou muita coisa, pois nosso turismo é diferenciado e precisamos das lanchas”.    

Desempregados  De acordo com a classe, muitos agentes de turismo não se enquadraram nos requisitos para receberem o Auxílio Emergencial do Governo Federal, mesmo desempregados.  “Mesmo com a economia retornando aos poucos o setor de turismo continua parado”, justificou  o deputado Felipe Souza. 

Vigilantes    O presidente da Comissão Permanente de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Cabo Maciel (PL) voltou a defender, durante sessão de ontem, o retorno dos vigilantes nas escolas da rede pública do Estado para evitar constantes arrombamentos, assaltos, arrastões e outros tipos de violência com o retorno às aulas. 

Sem licitação O deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) saiu em defesa da retomada do processo de dispensa de licitação para contratar por R$ 195 mil o escritório do jurista André Ramos Tavares, de São Paulo, para prestar serviço de “consultoria e assessoria jurídica especial” no processo de impedimento do governador Wilson Lima (PSC) e do vice-governador Carlos Almeida Filho (PRTB).

Parabenizou  O parlamentar estadual minimizou a situação e parabenizou Josué Neto pelo empenho de R$ 195 mil sem licitação. Wilker disse que é “mais barato pagar um escritório do que permitir a corrupção que está aí”.

Contra A líder do Governo do Amazonas na Aleam, deputada Joana Darc (PL) disse ser “totalmente contra a contratação de um advogado de fora, que tenha experiência em procedimentos de impedimento por um valor que eu também discordo”.

Legítima  Joana afirmou que a procuradoria jurídica da Assembleia é “muito legítima e muito capaz de poder sanar e tirar todas as nossas dúvidas”. “Acredito muito que a gente não precise de ninguém de fora nos ensinando como fazer um processo de impedimento”, defendeu a líder.

Energia A Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas (Sefaz/AM) e a Amazonas Energia deram início a construção de um amplo estudo com foco na revisão do PMPF (Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final) aplicado no setor, de modo a aprimorar o dimensionamento do imposto tributado sobre a conta de energia. O assunto foi tema de audiência pública na Aleam na semana passada.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.