Quinta-feira, 02 de Julho de 2020
DECISÃO

Yedo Simões suspende liminar que permitiu funcionamento de salão no Vieiralves

Salão Sempre Bella Centro de Beleza voltou a funcionar na quarta-feira (20), após decisão com base em decreto do presidente Bolsonaro



SAL_O_1_566CE388-5CDF-4FDA-9129-1D795A492A4A.jpg Foto: Reprodução
22/05/2020 às 17:40

Uma decisão, assinada pelo desembargador presidento do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) Yedo Simões e datada desta sexta-feira (22), suspendeu a liminar que autorizou o funcionamento do salão de beleza Sempre Bella Centro de Beleza, no Vieiralves, Zona Centro-Sul de Manaus.

O pedido de suspensão foi protocolado pela Procuradoria Geral do Município, assinada pelos procuradores Rafael Albuquerque Gomes de Oliveira e Tamires Menezes e questiona a decisão de terça-feira (19) do juiz Cezar Luiz Bandeira, da 5ª Vara de Fazenda Pública do TJ.



O mandado de segurança impetrado pelo salão teve como base o Decreto Federal n° 10.344/2020, de 8 de maio de 2020, que incluiu salões de beleza e barbearias como serviços e atividades essenciais, desde que sigam as determinações de segurança estabelecidas pelo Ministério da Saúde. 

Na decisão de hoje, o desembargador cita decisões do Supermo Tribunal Federal (STF) que estabelecem a concorrência do governo federal e governos locais na adoção de medidas restritivas no combate à pandemia da Covid-19.

No último decreto assinado pelo governado Wilson Lima, salões de beleza e barbearias continuaram entre os serviços não-essenciais e seu funcionamento, portanto, proibido.

Simões cita também uma decisão do presidente do STF, Dias Toffoli, que suspendeu, com base em decreto estadual, o funcionamento de uma barbearia em Sergipe.

Em sua argumentação, o desembargador considera que a liminar enfraquece as ações sanitárias da administração municipal para o controle no contágio do vírus e facilita o surgimento de novos vetores de contaminação.

"O caso de Manaus é notoriamente dramático, sendo amplamente noticiado o altíssimo número de infectados e a elevada letalidade em comparação com outras regiões do País. Nesse aspecto, competirá à autoridade local (estadual e municipal) a decisão sobre o relaxamento ou o aumento nas restrições já fixadas, de acordo com as informações a ela disponíveis", destaca Simões.

O salão Sempre Bella voltou a funcionar na quarta-feira (20). Nesta sexta-feira (22), a reportagem de A Crítica recebeu denúncias de aglomeração em frente ao estabelecimento.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.