Terça-feira, 07 de Dezembro de 2021
Brasil e Uruguai

Torcedores já aguardam abertura dos portões para Brasil e Uruguai

Em sua maioria de verde e amarelo, torcedores estão otimistas com a vitória da seleção canarinho



WhatsApp_Image_2021-10-14_at_16.54.14_B229CBF8-9F42-43C5-928B-C1DE48D64004.jpeg Foto: Maria Luiza Dacio
14/10/2021 às 17:17

A pouco mais de 3 horas e meia para o início do jogo válido pelas eliminatórias da copa do mundo Qatar 2022 que vai acontecer na arena da Amazônia entre Brasil e Uruguai, torcedores já esperam nas filas de acesso ao estádio para a abertura dos portões.

Em sua maioria de verde e amarelo, torcedores estão otimistas com a vitória da seleção canarinho. O autônomo Ivanildo Santos foi o primeiro a chegar na fila por volta 14h. Acompanhado das estudantes Talita Santos e Taline dos Santos, ele chegou cedo na tentativa de fugir do trânsito.



“Viemos cedo para tentar fugir do trânsito. Da última vez que viemos para um jogo na arena, não conseguimos entrar pelo trânsito. Então, decidimos chegar cedo” lembrou.

Animadas, as estudantes Talita e Taline chutaram que o jogo vai finalizar com uma vitória brasileira de goleada. 

“Vai ser 4x0! 2 gols do Neymar, 1 do Rafinha e o Gabi gol vai entrar no segundo tempo e fazer mais 1”, torceu.


E a torcida não se restringe apenas aos brasileiros. O colombiano Herman Aguirre é fã do camisa 10 da seleção brasileira. Ele trouxe a família para ver o craque brasileiro. “ É a primeira vez que estamos na arena da Amazônia e viemos curtir o jogo e assistir o Neymar que vai fazer um hat-trick”, disse.

News c4663355 7931 4de3 9c03 157b050ec1fb 8d884835 3c6b 4926 83c7 57285cf9f200
Maria Luiza Dacio
Fotógrafa e repórter do Jornal A CRÍTICA, documentarista, produtora, artista visual e estudante de Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.