Quinta-feira, 13 de Agosto de 2020
JUDICIÁRIO

TJ-AM cassa aposentadoria de R$ 16 mil de desembargador preso por estuprar neta

Rafael Romano também foi condenado a pagar R$ 100 mil à vítima, a título de indenização



WhatsApp_Image_2020-06-08_at_17.39.22_BFDA59D5-A9DB-4355-A71A-8909C8A5F443.jpeg Foto: Arquivo/A Crítica
08/06/2020 às 17:40

Além de ter sido sentenciado a cumprir 47 anos de prisão em regime fechado pelo crime de abuso sexual praticado contra a própria neta, o desembargador aposentado Rafael Romano ainda teve deterinada a perda de cargo, a cassação da aposentadoria, no valor de R$ 16 mil, e a incapacidade para o exercício do poder familiar.

Na sentença, o juiz Ian Andrezzo Dutra, que está respondendo pela 1ª Vara de Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes, também condenou Romano a pagar R$ 100 mil à vítima, a título de indenização. 



Como medidas cautelares, o desembargador deverá se apresentar ao juiz da vara de dois em dois meses, manter distância de 100 metros dos locais de trabalho e de estudo da vítima e das testemunhas de acusação e de 300 metros destas no dia a dia. Romano também está proibido de sair do país e só pode sair do estado com a autorização da Justiça. 

O advogado de defesa do desembargador, José Carlos Cavalcante Júnior, disse não quis comentar a condenação de Romano, mas garantiu que vai recorrer da decisão.

"Nós vamos continuar na tentativa de provar que o doutor Rafael Romano não cometeu esses crimes que estão sendo atribuídos a ele”, disse o advogado.

A mãe da vítima, a advogada Luciana Pires, disse que a família está feliz com a condenação do desembargador. “Essa condenação foi mais do que merecida. Eu sempre acreditei na Justiça. Agora é a hora da máscara desse monstro cair. Ele ficou por muitos anos encoberto pela toga da justiça. Agora todo mundo sabe o verdadeiro monstro que esse homem é”, disse a mãe.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.