Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
RETOMADA

Primeira sessão híbrida da história da CMM marca retorno de atividades presenciais

Não participaram da sessão vereadores que estavam na inauguração de complexo viário com presença do prefeito Arthur Neto, acometido de Covid-19



CMM-PLENARIO_ROBERVALDO-ROCHA-1_9DE81A08-FFBE-4CD3-B958-893EFEB89458.jpg Foto: Divulgação
01/07/2020 às 14:34

Com vereadores de forma presencial e outros via internet, aconteceu na manhã de hoje (1), a primeira sessão híbrida da história da Câmara Municipal de Manaus (CMM). Devido a pandemia de coronavírus, os vereadores da casa legislativa municipal experimentaram 3 meses de sessão plenária em formato virtual.

Registraram presença na sessão 31 vereadores e 10 estiveram ausentes.



O presidente da casa, Joelson Silva (Patriota) informou que os vereadores que estiveram na inauguração do complexo viário Ministro Roberto Campos, realizado na última segunda-feira. não iriam participar da sessão de forma presencial. Isto, porque ontem, (30), o prefeito de Manaus Artur Virgílio Neto testou positivo em exames para o covid-19.

“Nós ficamos sabendo que o prefeito foi acometido de Covid-19 e por uma questão de proteção para os colegas, servidores e pessoas que participarão da sessão aqui, eles irão participar virtualmente”, explicou.

Participaram da sessão via internet, os vereadores Everton Assis (PSL), Prof. Gedeão (MDB), Elias Emanuel (PSDB) e Raulzinho (PSDB).

Um dos vereadores que estiveram na inauguração e participaram virtualmente da sessão híbrida, foi o Prof. Gedeão (MDB). Em nota, a assessoria informou que os vereadores que tiveram contato com o Prefeito na inauguração do complexo viário, foram orientados pela Comissão de Saúde da Câmara a não participarem da sessão presencial.

Na sessão os vereadores destacaram as atividades legislativas realizada pelos mesmos durante o período de trabalho remoto. O vereador Marcel Alexandre (PODE) citou que o retorno foi somente presencial, já que, segundo ele, as atividades dos vereadores não pararam. O colega de partido Roberto Sabino enfatizou que todos na casa já são pré-candidatos e defendeu que as eleições devem ocorrer na data constitucional.

O presidente aproveitou a oportunidade para enfatizar a respeito dos cuidados e medidas de proteção tomados pela casa para que o retorno acontecesse. “Fizemos a sanitização da casa, exames rápidos com aproximadamente 200 pessoas que estão adentrando hoje na câmara, inclusive, todos nós que estamos aqui. Vamos obedecer ao protocolo estabelecido pelo departamento de saúde”, explicou.

“Não vamos abrir as portas para o público para não colocar em risco as pessoas. Vamos avaliar os próximos 15 dias, ver como funcionou a casa para depois, flexibilizar gradativamente nosso protocolo”, disse.

Maria Luiza Dacio
Repórter do Caderno A do Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.