Terça-feira, 14 de Julho de 2020
Ensino na Pandemia

Escolas Idaam usam até mesmo estúdios para gravar conteúdos para alunos em casa

Luz, câmera, aulas! Com aulas gravadas em mais de 12 estúdios, as escolas do ensino infantil ao médio do Idaam permitem que, mesmo à distância, o aprendizado continue



1749905_7F896FDC-76A9-4979-8ABD-634A169FE3EF.jpeg Aulas remotas gravadas por professores são transmitidas de segunda à sexta. Foto: Divulgação/Idaam
22/05/2020 às 10:07

Câmera, um, dois, três, gravando! O professor respira fundo e canta um trecho da canção “Tormento d'amore”, de Agnaldo Rayol, antes de passar lições básicas de canto. O vídeo é apenas uma das diversas aulas práticas produzidas e gravadas em mais de 12 estúdios de gravação, em formato de aulas de todas as disciplinas, revisões e podcasts, que tem alcançado os 3.200 alunos das Escolas Idaam, do Ensino Infantil ao Médio, durante o período de suspensão das aulas presenciais por conta da pandemia do novo coronavírus.

As aulas remotas (não presenciais) de todas as disciplinas, das regulares (português, matemática, geografia e etc.) às práticas (canto, teatro, desenho e etc.), são transmitidas de segunda a sexta-feira, com até quatro horas diárias de aulas novas de conteúdo voltado ao Ensino Médio; 2h30 a 3h ao Ensino Fundamental 2; 2h a 1h30 ao Ensino Fundamental 1; e 1h à Educação Infantil. Isso tudo fora as atividades, revisões e orientações em forma de “live”, quando acontece a interação dos professores com as suas turmas.




Conteúdo digital das Escolas Idaam também é integrado ao material didático. Foto: Divulgação

Conforme a diretora de ensino do Idaam, Célia Carrara, o conteúdo digital é integrado ao material didático dos alunos, o que permite o desenvolvimento das revisão dos conteúdos e dos exercícios, bem como o envio antecipado do cronograma semanal das aulas aos pais ou responsáveis para que as famílias possam auxiliar os alunos a planejarem uma rotina de estudos da melhor forma.

“Esse modelo de aula remota permite ao aluno rever as aulas quantas vezes quiser para reduzir as dificuldades, além de permitir que cada família estabeleça a melhor rotina de estudo e tarefas neste momento. Os alunos realizam as atividades informadas e na aula posterior corrige todas as atividades em tempo real acompanhados da resolução do professor”, explicou Célia.

Além disso, as Escolas Idaam dividem as atividades em vários canais de aulas no YouTube. São os casos do canal dedicado às aulas preparatórias para as Olimpíadas do Conhecimento, com português, matemática, entre outras disciplinas; do canal voltado ao preparatório do Processo Seletivo Contínuo (da Universidade Federal do Amazonas-Ufam) e Sistema de Ingresso Seriado (da Universidade do Estado do Amazonas-UEA); do canal recomeçar, de matemática; e do canal de atividades práticas com aulas de canto, violão, teatro, desenho, flauta, teatro e gastronomia.

Além destes conteúdos regulares e práticos, também estão sendo implementadas atividades com psicólogos, fisioterapeutas e chefes de cozinha. Em um desses vídeos, uma chefe ensina uma receita de pavê de leite com morango.

“Estamos na fase final do desenvolvimento de um sistema que integrará permanentemente, em julho, as aulas remotas às presenciais - exclusivo das Escolas Idaam - para um processo de aprendizagem contínuo integrado às famílias”, adiantou a diretora de ensino Célia Carrara, explicando que toda a produção da escola é autoral para que o conteúdo seja o mais direcionado possível.

“Queremos reproduzir no ambiente remoto o mesmo sucesso que os nossos alunos têm obtido ao longo dos últimos anos no presencial, com mais de 400 aprovações em universidade públicas por seis anos seguidos, experiências comportamentais positivas e viagens internacionais às Olimpíadas do Conhecimento com amplo acesso a conteúdos de qualidade integrados à realidade atual”, completou.

News guilherme 1674 2977771b 6b49 41af 859a ef3c3b62eae8
Repórter do caderno Cidades do jornal A Crítica. Jornalista por formação acadêmica. Já foi revisor de texto de A Crítica por quatro anos e atuou como repórter em diversas assessorias de imprensa e publicações independentes. Também é licenciado em Letras (Língua e Literatura Portuguesa) pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.