Domingo, 27 de Setembro de 2020
ESTRADAS FLUVIAIS

Após três meses suspenso, transporte hidroviário intermunicipal é liberado no AM

Modalidade de transporte volta, a partir de hoje, a operar com passageiros e tripulantes no Amazonas. Medidas de saúde e de higienes são obrigatórias durante a retomada gradual



530abbb5-090c-4851-9f65-68a2e23a0e7f_692BFEA4-ECE7-42D2-AE9C-A244E745A275.jpg Foto: Euzivaldo Queiroz
16/07/2020 às 13:21

Apesar das medidas de saúde e de higiene também serem obrigatórias nestes espaços ainda era possível encontrar uma grande quantidade de pessoas circulando pelas balsas sem o uso de máscaras. No entanto, a reportagem pôde perceber que algumas embarcações delimitaram o espaçamento entre pessoas e ainda obedeciam a limitação da capacidade de passageiros.

“Essa é a nossa primeira viagem com passageiros. Nós levamos, geralmente, 100 pessoas, mas hoje, nós temos que levar apenas 40% disso. Antes de sair, vamos fazer a orientação sobre o uso de máscaras, o distanciamento de 2 metros entre as redes, se vocês perceberem há álcool em gel por toda o barco”, destacou a gerente de embarcação, Silvana da Silva.



A caminho do município de Janauacá, acompanhada da mãe, uma idosa de 65 anos, a professora Raylleny Monteiro, 33, escolheu o primeiro dia de retomada das atividades para voltar à cidade.

“Durante esse período de isolamento, ela estava totalmente isolada de nós. E hoje com a liberação, nós aproveitamos para acompanhá-la para ver como estão as coisas, se ela precisa de algo e dar um suporte. Ela conseguiu vir no domingo em um barco particular e agora, nós estamos voltando”.

Antes de viajar, a professora conta que checou se as embarcações tomaram, de fato, as medidas necessárias para evitar a propagação do vírus. “Nós viemos antes para ver como estava a questão da segurança, se estavam realmente obedecendo a essas medidas e vejo que está. Há o álcool em gel a disposição, vejo pessoas com máscara e também as marcações de distanciamento”, destacou.

Regras e fiscalização

A fiscalização da retomada gradual do serviço ficará sob a responsabilidade da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam) a qual propôs regras como o distanciamento social e entre redes, o uso de máscara durante toda a viagem, especificação dos assentos de grupo de risco, e a limitação da capacidade de passageiros em 40% para ferry boats e navios motores, e em 60%, para lanchas rápidas.


Foto: Euzivaldo Queiroz

As regras propostas pela Arsepam e que tem o objetivo de garantir que a liberação parcial das atividades econômicas ocorra sem prejuízo à segurança da população foram aprovadas pelo Comitê Estadual de Combate ao Covid-19. A Arsepam disponibilizou canal de atendimento 24 horas, por meio do Whatsapp 98408-1799, para esclarecimentos ou qualquer tipo de informação a respeito da retomada do serviço.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.