Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
POLÍTICA

Após reunião de líderes, CPI da Saúde na Aleam segue sem nomes definidos

Apesar do presidente da Casa, Josué Neto, ter prometido que lista seria divulgada até hoje, até agora, deputados desconhecem titulares da comissão



show_ALEAM033_8DDC0CD7-6D98-4432-A8E1-D245B5E4EF5D.jpg Foto: Arquivo/A Crítica
22/05/2020 às 15:21

Após a reunião do colégio de líderes realizada na quarta-feira (20), os nomes dos deputados estaduais que vão compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde ainda não são conhecidos. Ontem, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado Josué Neto (PRTB) pediu que os líderes partidários indicassem novos membros, por escrito ou oralmente até às 12h. 

Josué havia prometido aos deputados que assim que todos os líderes de partido indicassem os nomes, encaminharia a lista completa dos membros ao e-mail de cada deputado e a disponibilizaria no Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL). Neto descumpriu a promessa e segurou a lista.



Conforme A Crítica apurou com deputados, a lista ainda não foi disponibilizada. A promessa é que ela seja compartilhada ainda hoje. A reportagem levantou, ainda, que o bloco partidário MDB, PTB, DEM, PSC indicou o nome do deputado estadual Dr. Gomes para fazer parte da CPI. O bloco PT, PSB, PDT manteve o nome do deputado estadual Serafim Corrêa. 

O Partido Liberal (PL) que compõe bloco com o Partido Verde (PV) designou a deputada e líder do governo, Joana Darc para a CPI da Saúde. O Progressistas (PP) deve nomear a deputada Dra. Mayara Pinheiro. O Podemos, partido que recentemente filiou Dermilson Chagas, apresentou Wilker Barreto para a Comissão.

Uma nova reunião com líderes partidários, ainda sem data definida, deve ser marcada para chancelar os indicados. A última reunião foi encerrada sem a definição de dois nomes vindos do PL e do PV. 

Imbróglio

Com direito a duas vagas na CPI, por ter o maior número de deputados, o bloco partidário PRTB, PSL, REP, PATRI, DEM ainda não bateu o martelo oficialmente sobre nomes definitivos. 

Na quarta-feira, durante a reunião do colegial de líderes, o bloco escolheu o deputado delegado Péricles e o deputado Felipe Souza. No entanto, Felipe Souza (Patriotas) denunciou que integrantes do próprio bloco tramavam boicote ao seu nome.

Ontem, o deputado chegou a ameaçar retirar a assinatura dele da ata da CPI. Poucas horas depois da repercussão da fala, Souza desdisse. “Não protocolei nenhuma retirada de assinatura. A CPI tem meu total apoio. Embora eu tenha sido desrespeitado no meu direito, embora eu não concorde com o que fizeram, embora vá ter uma nova reunião para se escolher novos membros e muito provavelmente serei sacado da CPI”, declarou.

Entenda

De propositura do deputado delegado Péricles (PSL), inicialmente a CPI da Saúde, pretendia investigar apenas a gestão do governador Wilson Limas (PSC). Com o pedido de deputados pela ampliação do rol de apuração e a fim de angariar assinaturas, Péricles ampliou para 2011 até 2020. 

Com o pedido de liminar editado pela vice-presidente da Casa, deputada Alessandra Campêlo (MDB), atendido pelo desembargador Mauro Bessa, os trabalhos da CPI seguem travados desde esta terça-feira.

Alessandra apontou no pedido de liminar que Josué Neto atropelou o regimento interno e escolheu “da própria cabeça” os membros da comissão, em sessão do dia 14.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.