Terça-feira, 14 de Julho de 2020
TRANSFERÊNCIA CONFIRMADA

Alejandro irá para presídio nesta sexta (6); suspeito passou por exames em hospital

Transferência para o CDPM foi confirmada pela juíza Lina Marie. Alejandro passou a tarde desta quinta-feira (5) fazendo exames médicos em um hospital de Manaus. Ele foi visto deixando o local em uma cadeira de rodas



7f40cdd9-a355-4c12-8e3c-26f726641735_EF52ADE3-0245-4E3D-9A2E-B1DCCFC60664.jpg Foto: Mauro Moraes/TV A Crítica
05/12/2019 às 19:35

A Justiça do Amazonas confirmou, na tarde desta quinta-feira (5), a transferência de Alejandro Valeiko para o sistema prisional de Manaus. Preso há mais de 30 dias no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no Santo Agostinho, Zona Oeste de Manaus, Alejandro será levado nesta sexta-feira (6) para o Centro de Detenção Provisória de Manaus (CDPM), localizado no quilômetro 8 da BR-174.

A decisão da transferência foi expedida pela juiza Lina Marie. A pedido da defesa, Alejandro passou a tarde de hoje em um hospital da Samel, onde realizou exames médicos. Ele chegou ao local por volta das 15h pelo estacionamento privativo, acompanhado de policiais civis e do advogado, e só retornou ao 19º DIP após as 17h30. Ele foi visto deixando o local em uma cadeira de rodas.



Conforme apuração da reportagem do Portal A Crítica, os exames foram realizados para identificar o motivo de o suspeito ter passado mal nos últimos dias, na cela do DIP. Segundo funcionários do hospital que preferiram não se identificar, Alejandro chegou ao local, por volta das 15h, com um quadro de arritmia e pressão alta.

A confirmação da transferência de Alejandro acontece um dia após o Portal A Crítica ter noticiado, nessa quarta-feira (4), que a juíza da Central de Inquéritos do Tribunal de Justila do Amazonas (TJ-AM), Lina Marie Cabral, havia pedido informações da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) sobre a possibilidade de conseguir acomodar o suspeito no sistema priosional amazonense.

Durante sua estadia no CDPM, Alejandro deve dividir uma cela de 14 metros quadrados com mais sete presos. A cela fica ficará em uma ala não faccionada (onde não há integrantes de facção criminosa), vai dormir em cama de concreto com um colchão de espuma, e fazer as necessidades fisiológicas em banheiro compartilhado, equipado com um sanitário turco.

Alejandro vai ser tratado como um preso comum, com todos os direitos e deveres. De acordo com informações da Seap, o preso terá assistência médica, odontológica, psicossocial e jurídica, além de receber três alimentações diárias – café da manhã, almoço e janta e ainda terá banho de sol.

*Colaborou o repórter Alisson Mota.

Repórter de A Crítica

Caso Flávio



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.