Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020
COVARDIA

Laudo aponta asfixia como causa da morte de menina de 7 anos

Criança foi estuprada e agredida em uma casa situada no bairro Monte Sinai; ela foi levada ao SPA do Galileia, mas não resistiu



WhatsApp_Image_2020-08-28_at_10.35.51_F0CA59EB-1DE6-48EB-A9C5-05590281FBCB.jpeg (Foto: Jair Araújo)
28/08/2020 às 10:36

A causa da morte de uma criança do sexo feminino, de sete anos, que deu entrada no Instituto Médico Legal (IML) na quinta-feira (27), foi de hipoxia cerebral e asfixia, segundo laudo pericial. 

O delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), informou que as equipes policiais iniciarão as investigações em torno do caso, após o resultado do exame.



A criança morreu no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) da Galileia, localizado na Zona Norte da cidade, segundo a Polícia Civil (PC). 

Conforme funcionário do SPA Galileia, a suspeita da unidade hospitalar era a de que a criança havia sido vítima de estupro e agressão. 

No Instituto Médico Legal (IML), familiares afirmaram à equipe de reportagem, na quinta-feira, que a criança morava com a tia, junto de outros três homens, em uma casa situada no bairro Monte Sinai, na Zona Norte da cidade. A mãe da vítima informou que recebeu a notícia do falecimento da criança enquanto estava no trabalho.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.