Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020
CRIME BÁRBARO

Corpo de diretor é encontrado em quintal na Zona Norte; suspeito é preso

Genivaldo Lacerda estava desaparecido desde as 17h de quarta-feira (15) quando foi visto saindo da Escola Municipal Francisco Pereira de Araújo, no bairro Flores, onde era diretor



professor_12345_2DF74479-15E9-42DB-951A-D4BF84BA93CF.jpg Foto: Reprodução/Internet
17/01/2020 às 07:27

O corpo do professor Genivaldo Lacerda, 47, foi encontrado, na madrugada desta sexta-feira (17), enterrado nos fundos de um quintal de uma residência localizada na rua Aracati, loteamento Rio Piorini, no bairro Colônia Terra Nova, na Zona Norte de Manaus.

Por volta das 22h30 de quinta-feira (16) o carro da vítima foi encontrado na mesma rua. A polícia recebeu denúncia de que um homem, identificado como Ewerton Rodrigo Pinto dos Santos, vulgo "Loirinho", teria participado do crime e estaria no local. Ele acabou preso pelos policiais militares da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e confessou a participação no crime. Loirinho apontou Felipe Mendonça Glória como o outro envolvido no homicídio. A polícia busca encontrar o segundo suspeito.



Segundo os familiares, Genivaldo estava desaparecido desde as 17h de quarta-feira (15) quando foi visto saindo da Escola Municipal Francisco Pereira de Araújo, no bairro Flores, Zona Centro-Sul, onde era diretor. 

Os familiares tentaram contato pelo celular, mas sem sucesso. A família conseguiu rastrear o carro da vítima, modelo Nissan Versa, de cor prata, de placas PHX-5370. Na noite de quinta-feira, a localização apontada foi a comunidade Monte Horebe, no bairro Lago Azul, Zona Norte. Os familiares apontaram o local e entraram em contato com a 26ª Cicom. 

O GPS do carro, posteriormente acusou que o veículo estava na Comunidade Vale do Sinai, bairro Cidade Nova, Zona Norte, e logo em seguida apontou para o loteamento Rio Piorini, bairro Terra Nova, Zona Norte. Os polícias da 18ª e 26ª Cicoms foram ao local.

De acordo com o tenente Gadelha, supervisor de área da 18ª Cicom, por volta das 22h30 de quinta-feira (16), eles foram até a rua Aracati e encontraram o carro. Os familiares usaram a chave reserva e levaram o carro até o 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP). 

Segundo o tenente Gadelha, por volta de meia noite, eles receberam informações que o Loirinho estava na mesma rua que o carro foi encontrado. Eles foram ao local e encontraram o suspeito que confessou a participação no crime.

Ewerton "Loirinho" disse que o autor do crime foi Felipe Mendonça Glória e ele teria emprestado apenas algumas ferramentas para enterrar o cadáver nos fundos de um quintal de uma casa. Loirinho levou os policiais aonde o corpo estava. 

O Corpo de Bombeiros foi acionado para desenterrar o cadáver para poder ser periciado. O Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) fez a perícia e preliminarmente apontou a causa da morte por enforcamento. Os agentes do Instituto Médico Legal (IML) levaram o corpo para realizar o exame de autopsia que vai determinar a causa da morte.

Ewerton foi preso em flagrante e levado à sede da DEHS, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste. Segundo o delegado Fábio Silva, a polícia está em busca do outro suspeito pelo homicídio, identificado como Felipe Mendonça Glória.

News mark 33e2e16a 10de 400f 92c3 ec9d554e6edf
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.