Publicidade
Amazônia
TERCEIRO SETOR

Revista e Instituto Doar escolhem e premiam as melhores ONGs na região Amazônica

Divulgada na última segunda-feira, lista destacou 'Fundação Amazonas Sustentável' como a melhor na Região Norte 10/08/2017 às 20:58 - Atualizado em 10/08/2017 às 21:11
Show capturar3
ONGs que monitoram a natureza Amazônica foram premiadas (Foto: Clóvis Miranda)
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Em sua 1ª edição, o guia das 100 Melhores ONGs do Brasil em 2017, organizado pelo Instituto Doar e Revista Época, divulgado na última segunda-feira, destacou a ONG Fundação Amazonas Sustentável (FAS) como a melhor em atuação na Região Norte. A iniciativa visa reconhecer boas práticas de gestão e transparência no Terceiro Setor e incentivar a cultura de doação no Brasil, validando as doações e ajudando quem quer contribuir a decidir onde investir seu dinheiro.

Além da FAS, outras organizações não-governamentais com sede no Amazonas também estão entre as 100 melhores segundo o guia: o Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (Idesam) e a WWF. Além deles, três ONGs com atuação na região também foram destacados: o Isa (Instituto Sócioambiental) (que visa construir soluções sustentáveis que garantam os direitos coletivos e difusos e valorizem a diversidade socioambiental), o Idis (Instituto para o Desenvolvimento de Investimento Social, cuja missão é apoiar o investimento social privado para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e sustentável) e o Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola, que tem a finalidade de Promover a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais, gerar benefícios sociais e reduzir os efeitos das mudanças climáticas ).

“Sermos premiados pela Revista Época foi uma surpresa que recebemos com enorme gratidão. É algo que nos enche de alegria e força para seguir trabalhando na direção de desenvolver e implementar soluções para o desenvolvimento sustentável da Amazônia, tanto na questão da erradicação da pobreza quanto para a agenda ambiental de redução do desmatamento, que compõem a missão da FAS”, enfatiza o superintendente geral da FAS, Virgilio Viana, em entrevista para o site oficial da Fundação.

A Ação Comunitária do Brasil, também conhecida como Vocação, foi escolhida como grande destaque do guia das 100 Melhores ONGs.

O guia foi organizado em ordem alfabética, mas apresenta destaques em outros dois critérios, além do destaque geral: melhores por região e melhores por área de atuação. Apae Anápolis, Fundação Amazonas Sustentável, Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva, Pequeno Cotolengo do Paraná – Dom Orione e Associação Helena Piccardi de Andrade Silva representam, respectivamente, as Regiões Centro-Oeste, Norte, Nordeste, Sul e Sudeste.

 Entre as melhores por causa, a Vocação foi escolhida na área da Educação; Graac, em Saúde; Instituto Akatu, em Meio Ambiente; Unas – União de Núcleos, Associações dos Moradores de Heliópolis e Região, em Desenvolvimento Local; Plan International Brasil, em Criança e Adolescente; Associação Helena Piccardi de Andrade Silva, em Assistência Social; e ActionAid Brasil, em Direitos Humanos.

Cinco princípios definem escolha

A comissão julgadora, composta por representantes da revista Época, do Instituto Doar e do Centro de Estudos em Administração Pública e Governo da Fundação Getulio Vargas (FGV), avaliou cinco princípios gerais: causa e estratégia, representação e responsabilidade, gestão e planejamento, estratégia de financiamento e comunicação e prestação de contas. A premiação ocorreu no Espaço Sapato Laranja, em São Paulo. “Esse prêmio é reflexo de um trabalho da Época que busca cada vez mais noticiar o que importa, sempre checando os fatos e estimulando o terceiro setor com uma cultura de doação”, diso  diretor de redação da revista,  João Gabriel.