Quinta-feira, 02 de Julho de 2020
AÇÃO CONJUNTA

Associação criminosa de caça predatória é desarticulada pela Polícia Federal no AM

Dez pessoas foram presas em flagrantes com canoas, armas e munições usadas na prática criminosa. Outros 300 kg de carne fresca de peixe, paca, veado, jacaré e macaco foram apreendidos



Foto_3_501C03E4-8CE1-4734-A009-8F9BDC0D3A8B.jpg Foto: Divulgação
13/04/2020 às 12:26

Uma ação da Polícia Federal em conjunto com a Fundação Nacional do Índio (Funai) e Força Nacional desarticulou uma associação criminosa que fazia caça e pesca predatória em terras indígenas no Vale do Javari, entre os municípios de Atalaia do Norte e Guajará.

Dez pessoas foram presas em flagrante, canoas, armas e munições usadas na prática criminosa foram apreendidos, além 300 quilos de carne fresca de peixe, paca, veado, jacaré é macaco. Uma paca, um macaco e um jabuti vivos foram apreendidos.



De acordo com informações da assessoria de imprensa da Polícia Federal, a ação aconteceu no sábado (11). os presos foram levados para a Polícia Federal de Tabatinga (a 1.105 quilômetros de Manaus).

Os mesmos foram autuados pelos crimes de caça proibida, pesca proibida, porte ilegal de arma de fogo, maus-tratos a animais, crime ambiental e associação criminosa.

Conforme informações da Polícia Federal, na margem do rio Quixote, um dos afluentes do rio Javari, os criminosos mantinham uma casa que funcionava para eles como base de apoio. No local, foram encontrados vários freezers onde estavam acondicionados as carnes de caça e de pescado, quatro espingardas e munições, além de outros equipamentos que eram usados para a prática criminosa.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.