Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020
FUTSAL

Time do amazonense Celino Alves é declarado campeão na Liga de Malta

Luxol St. Andrews foi declarado o campeão e ficou com a vaga na Champions League da modalidade por conta da melhor campanha após a temporada ter sido finalizada há duas semanas



WhatsApp_Image_2020-05-25_at_14.59.15_F3B4258A-7B8C-4005-B9AB-6DB26A5CDF31.jpeg Foto: Acervo pessoal
26/05/2020 às 08:34

Nessa segunda-feira (25), mesmo com campeonatos suspensos pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), um amazonense comemorou no sul da Europa. Jogador do Luxol St. Andrews, Celino Alves foi declarado campeão da Liga de Futsal de Malta. Este foi o quarto título do fixo e ala baré em seis temporadas no país. Além do troféu, o time também ficou com a vaga da Champions League da modalidade.

Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), muitos campeonatos foram interrompidos em todo o mundo. Por falta de espaço no calendário para um retorno, alguns acabaram sendo até finalizados. “A temporada já estava no final. Estávamos classificados tanto para a final da Liga quanto para as semifinais da Copa. Quando chegou a pandemia, tudo teve que parar e há duas semanas decidiram finalizar as competições”, detalhou o jogador amazonense.




Em seis temporadas em Malta, Celino já conquistou quatro títulos. Foto: Acervo pessoal

Vale lembrar que a temporada passada, que aconteceu entre os anos 2018/2019, foi inesquecível para o atleta do Luxol St. Andrews. Além de ter sido campeão da Liga e da Copa de Malta, Celino Alves foi artilheiro e foi eleito o melhor jogador do país pela MFPA (Associação dos Jogadores de Futebol de Malta) e MFA (Associação de Futebol de Malta) - ambas entidades também englobam o futsal.

“A temporada passada foi a melhor desde que cheguei. E meu estilo de jogo é mais de dar assistências, mas ano passado saiu tudo na perfeição. Dei muitas assistências e também fiz muitos gols”, contou Celino, que também foi eleito o melhor jogador de país no ano de 2015. Antes de chegar em Malta, o amazonense jogou por sete temporadas na Espanha, onde chegou de Manaus com 19 anos de idade.

Adversário ‘invisível’

Com pouco menos que 500 mil habitantes, Malta registrou 611 casos e seis mortes por coronavírus até o fechamento desta reportagem (dados do Google Notícias). Já com as atividades voltando ao funcionamento normal, Celino diz que precisou manter a preparação mesmo dentro de casa.


Em Malta, Celino vive junto com a esposa e a filha. Foto: Acervo pessoal

“Continuo minha preparação individual visando a próxima temporada. Nós, atletas, não podemos ficar 100% parados, ainda mais na minha idade porque depois é difícil voltar à forma ideal”, explicou o jogador de 32 anos de idade, que adiou retorno a Manaus por conta da situação que a capital amazonense vive em relação ao combate à Covid-19.

“Tinha programado ir a Manaus nas férias, mas conversando com minha mãe, ela mesmo me aconselhou a ficar por aqui até melhorar a situação no nosso estado (Amazonas”, concluiu o tetracampeão maltense de futsal.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.