Sábado, 04 de Julho de 2020
EMPATE SUADO

Técnico Mazinho estreia com empate entre Nacional e Manaus

Foi por pouco, mas o Manaus conseguiu arrancar um empate ‘suado’ de 1 a 1 contra o Naça no Barezão, após o Gavião ter visto o oponente sair na frente, na Arena da Amazônia



fb9034da-0bea-4772-a9d8-dd23ecfe0c00_F6D00614-03A1-48B5-B7E8-31AEAFFC074B.jpg Foto: Divulgação/João Normando
15/03/2020 às 19:45

O Leão quase consegue ‘rugir’ pra cima do Gavião! Em jogo de muito equilíbrio, o Nacional empatou por 1 a 1 diante do poderoso Manaus. A partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Amazonense, contou com gol de Randerson Fininho pelo Naça e Fumaça para o esmeraldino. A bola rolou hoje (15), às 17h, na Arena da Amazônia. 

“Pela equipe que enfrentamos fica um gosto de vitória. Para o primeiro jogo, com apenas quatro dias de trabalho, só tenho que parabenizar os meninos. Faltou um pouco de capricho na finalização para fazer o segundo gol”, destacou o técnico Mazinho, estreante pelo Naça. 



No duelo entre Leão e Gavião, as duas equipes demonstraram muita vontade e entrega em campo. O equilíbrio da partida foi surpreendente, devido ao pouco tempo de trabalho do técnico Mazinho - estreando à beira do campo nacionalino -, diante do longo período de Welington Fajardo comandando o Manaus. 

Logo nos primeiros minutos da partida, o Naça tentou pressionar a saída de bola do Manaus. A estratégia rendeu frutos: aos cinco, Romarinho arriscou chute na entrada da área e forçou Jonathan a fazer boa defesa. 

O Gavião parecia um pouco surpreso com a atitude azulina e sua melhor chance saiu numa cobrança de falta de Panda, que explodiu no travessão. Apesar do volante ter criado a melhor chance do jogo para o esmeraldino, no fim da primeira etapa, ele acabou expulso após entrada forte em Klécio. 

Na volta do intervalo, com um jogador a mais, o Nacional decidiu explorar a velocidade nas lacunas deixadas no meio campo adversário. Aos 15, Romarinho conduziu belo contra ataque pelo meio, tocou pra velocidade de Randerson Fininho, que estava livre no meio dos zagueiros esmeraldinos, o meia bateu cruzado e ‘matou’ o goleiro Gleibson, abrindo o placar. 

O empate do Manaus veio aos 36, precisando de um gol o Gavião já realizava o famoso ‘chuveirinho’ na área: de tanto alçar bolas, Fumaça ficou esperto no rebote e pegou sobra na meia lua, emendando belo chute e empatando o jogo. 

“O Nacional fez uma boa partida, mas vejo que o acumulo de jogos trouxe nosso time ao limite da parte física. Não tivemos condições de dar dinâmica ao jogo. Acredito que diante das circunstâncias, fomos até melhores no segundo tempo”, declarou o técnico Welington Fajardo.

News whatsapp image 2019 06 21 at 16.12.51 7cbfadd4 8d2b 47cf a09e 336b83276e71
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.