Sábado, 04 de Julho de 2020
RESCISÃO

Em meio à pandemia, Fast Clube rescinde contratos com elenco e comissão técnica

De acordo com diretoria e jogadores que faziam parte do elenco, medida foi tomada em consenso



WhatsApp_Image_2020-04-27_at_19.43.09_B9F79518-4E0B-4228-A99D-EEDE97767897.jpeg Foto: Arquivo AC
27/04/2020 às 19:57

Na sexta-feira (24), o Fast Clube publicou a rescisão de contrato de 14 jogadores no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Procurada pela reportagem, a diretoria do Tricolor de Aço, em nome do vice-presidente de futebol Hugo Ribeiro, informou que todos os atletas do elenco e a comissão técnica terão as rescisões de vínculo publicadas nos próximos dias.

A medida foi a alternativa encontrada pelo clube para o caixa ‘respirar’ nesse período de paralisação do calendário em decorrência do combate à Covid-19. De acordo com Hugo, a maioria dos contratos findavam no final deste mês, período que coincidiria com as finais do Barezão 2020. Outros, que cobririam o mês de maio por conta da disputa do Brasileiro Série D, também tiveram as quebras adiantadas.
VP disse que medida foi realizada em consenso entre clube e elenco. Foto: João Normando



O diretor também afirmou que já há um acordo verbal para que os vínculos sejam refeitos assim que o retorno das competições for oficializado. “Com a decisão da CBF de isentar as taxas contratuais, conversamos individualmente com todos os atletas do elenco e foi acertado as rescisões. Também ficou combinado que, assim que tivermos uma definição concreta a despeito do início da Série D, vamos fazer um novo contrato com os atletas”, explicou Hugo Ribeiro.

A crise financeira também foi acentuada pelo baque econômico da paralisação de outras atividades. Segundo o dirigente, o clube iniciou o ano com quatro patrocinadores e dois parceiros - destes quatro patrocinadores, dois deixaram de ajudar o clube ainda no Barezão.

“Tem alguns (patrocinadores) que continuarão ajudando na Série D. Porém, precisamos de mais apoio da iniciativa privada. Sabemos que é difícil, tendo em vista a situação atual, todavia, não podemos desistir e temos a esperança de que o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus também ajudarão os clubes do nas competições nacionais, considerando a situação atípica que estamos passando”, completou o vice-presidente de futebol do Fast.

Em consenso

Luizão terminou o Barezão 2020 como um dos artilheiros do campeonato. Foto: Adilson Nascimento

Dois dos principais jogadores do Fast na temporada, Sarôa e Luizão estão com as famílias em Araraquara (SP) e Criciúma (SC), respectivamente. Segundo os atletas, o momento é de aguardar uma sinalização da CBF sobre o retorno das atividades. “Tenho interesse em voltar para o Fast, mas até agora não há uma definição. É complicada a situação. Tem que esperar a pandemia passar”, afirmou Luizão, que terminou o Barezão como um dos artilheiros do campeonato, com seis gols.

De acordo com Sarôa, os atletas entenderam o posicionamento do clube. “Fomos informados que seria feita a rescisão e, em caso de retorno da Série D, eles entrariam em contato com a gente. Acredito que todos nós entendemos o momento, é uma situação difícil que estamos passando. E é ruim tanto para nós atletas quanto para o clube”, destacou o camisa 11 do Rolo Compressor.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.