Publicidade
Esportes
ANÁLISE

Corinthians faz campanha histórica no primeiro turno do Campeonato Brasileiro

Timão tem 47 pontos, oito a mais que o vice-líder, Grêmio, e 18 a mais do que o quinto colocado, Flamengo 12/08/2017 às 09:52 - Atualizado em 12/08/2017 às 10:00
Show corinthians34 original
Corinthians segue invicto nos 19 jogos que disputou (Foto: Reprodução/Internet)
Camila Leonel Manaus (AM)

Defesa sólida, eficiência, gols e invencibilidade, esta foi a receita do Corinthians para fechar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro com números impressionantes. Invicto nos 19 jogos que disputou, o Timão tem 47 pontos, oito a mais que o vice-líder, Grêmio, e 18 a mais do que o quinto colocado Flamengo, números que conferem a melhor campanha da história dos pontos corridos e deixa a seguinte questão, será que no segundo turno a gordura acumulada pelo líder pode diminuir?

Considerando os números da defesa, vai ser difícil. O setor é o melhor do brasileiro com nove gols sofridos.  Mérito da compactação dos defensores e ocupação de espaços, que torna frequentes os erros dos adversários, o que dá mais um primeiro lugar à equipe, a de interceptações: são 42 por partida. Não à toa a equipe é a que menos comete faltas neste Brasileirão – média de 11 por jogo. Além dos méritos de defesa, o goleiro Cássio passa por uma grande fase, o que evitou que os números de gol sofridos fosse maior.

Para se ter uma ideia do feito do Corinthians no primeiro turno, na história dos pontos corridos, nunca alcançou tantos pontos. O que chegou mais perto foi o Cruzeiro em 2014, que fechou a primeira metade do campeonato com 43 pontos, quatro a menos que o Timão nesta edição.

Filosofia e obediência

Logo após Fábio Carille ser anunciado como técnico do Corinthians no fim do ano passado, o time chegou à disputa do Campeonato Paulista com o status de “quarta força”, em relação aos outros grandes de São Paulo que fizeram um investimento maior. Mas mesmo com o rótulo, o Corinthians conseguiu ser campeão paulista e manter as boas atuações no Brasileiro.

De acordo com o lateral direito, Fagner , o fundamental para a regularidade é a filosofia implantada pelo treinador. “Qualquer clube europeu, Chelsea, Barcelona, Real, tem filosofia de jogo. Todos que chegam têm de se adequar. O Corinthians tem isso. E isso nos torna um clube vencedor. Todo atleta que chega e entende a filosofia, dá certo. Às vezes não dá. Mas quando dá, você forma um time vencedor. É um time que há tempos tem um padrão”, explicou em entrevista coletiva. “A gente conseguiu ter um padrão de jogo, uma ideia, uma filosofia, isso não vai mudar em duas semanas. O que a gente vem fazendo é repetição do que já havia sendo feito. Com jogos, você não trabalha”, completou.

Não é o melhor, mas é mais eficiente

Apesar dos números positivos, o melhor ataque do campeonato é o do vice-líder, Grêmio com 35 gols anotados na competição. Média de 1,8 gols/partida para o Tricolor Gaúcho. O Corinthians aparece logo atrás, com 32 bolas na rede, número que mostra a competência do ataque, que é o 15° em finalizações, mas que acerta um gol a cada sete chutes, um aproveitamento de 15,7% e que leva o Timão a ter média de 1,6 gol/jogo, vice-líder na estatística. Os dados são da plataforma de estatísticas, Wyscout.  Mesmo com o segundo melhor ataque, o artilheiro da competição é o atacante Jô, com 11 gols. Ele também é dono da melhor média de gols por jogo do campeonato – 0,58 gols/partida e 28% de aproveitamento.