Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020
FUTEBOL

3B Sport não renova contrato e Marcelo Tchelo não é mais treinador da equipe

Vínculo foi firmado para cobrir período de disputa da Série A2 do Brasileiro Feminino, que estava previsto para terminar agora, entre final de junho e início de julho. Quatro atletas também deixam clube



WhatsApp_Image_2020-06-30_at_18.00.15_D0464257-AD5D-4B67-BB91-A16FBC6874C7.jpeg Foto: Arquivo/A Crítica
30/06/2020 às 18:30

Nesta terça-feira (30), chegou ao fim a segunda passagem do treinador Marcelo Frigerio, o Tchelo, no 3B Sport. O contrato, desta vez, cobriria o período em que o clube estaria disputando a Série A2 do Brasileiro Feminino, que se encerraria agora, entre final de junho e início de julho. A pandemia do novo coronavírus (Covid-19), porém, alterou os planos da Fera da Amazônia e do técnico ítalo-brasileiro. 

Primeiro treinador da história da Fera da Amazônia em 2017, o treinador Marcelo Tchelo retornou a Manaus em 2020 para tentar o acesso à elite do futebol feminino com a equipe amazonense. Em 2020, o 3B tenta a vaga na Série A1 pela terceira vez seguida. O rompimento foi lamentado pelo técnico, que está em São Paulo desde que a pandemia se instalou na capital baré.



(Presidente do 3B, Bosco Brasil. Foto: Arquivo/A Crítica)

“Fico triste porque queria subir com o time. Era o meu desafio maior. Nessa semana a CBF deve soltar uma posição de quando recomeça o campeonato. É complicado. Se o clube tiver o objetivo de subir, penso que a minha experiência vai fazer falta”, afirmou Tchelo, único treinador do futebol feminino brasileiro a ter a Licença PRO, maior qualificação da CBF - Emily Lima, atual treinadora da Seleção do Equador, também possui a licença. 

Segundo Marcelo Tchelo, todas as obrigações do clube em questões salariais foram cumpridas durante o vínculo. Procurado pela reportagem, Bosco Brasil, presidente do 3B Sport, afirmou que não havia como manter o compromisso além do planejado sem uma sinalização da CBF sobre o retorno da competição. 

“Foi amigável (a não renovação). O campeonato ia até o dia 5 e, infelizmente, tivemos o problema da pandemia. Por isso, resolvemos não dar continuidade. Fico no aguardo de uma definição da CBF, pois me programei até julho”, explicou Bosco, que vai definir situação de demais jogadoras do elenco, que também firmaram vínculo somente pelo período de disputa da Série A2.

Atletas também saem

Além do treinador, o 3B Sport também perdeu quatro jogadoras ao fim do vínculo: as atacantes Roqueline e Deyse, a volante Larissa e a zagueira Ruth. Inicialmente com 19 jogadoras para a Série A2, a Fera da Amazônia conta com 15 atletas, estando a maior parte delas sendo comandadas, momentaneamente, por Paulo Galvão, treinador de goleiros do clube.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.