Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020
Boi-bumbá

Presidente do Garantido diz que sentimento de união motivou a escolha por três levantadores

Antônio Andrade garante ainda que estratégias da divisão de Edilson Santana, Sebastião Jr. e David Assayag na arena não serão reveladas



WhatsApp_Image_2020-10-27_at_17.45.50_7DBC16DD-973E-4948-BC4F-45E0FEC9C01D.jpeg Antônio Andrade e Ida Silva foram recém-eleitos presidente e vice-presidente do bumbá, respectivamente (Foto: Paulo Sicsu)
28/10/2020 às 11:32

“As maiores vozes em uma única cor”. É essa a proposta da nova diretoria do boi-bumbá Garantido, que aposta em um trio de levantadores para a temporada 2021. David Assayag, Edílson Santana e Sebastião Júnior agora dividem a defesa pelo item 2, cantando juntos pelo boi do coração.

O anúncio foi feito na noite da última segunda (26) junto com a confirmação do retorno de David à agremiação, após dez anos à frente do mesmo posto com as cores do boi Caprichoso. De acordo com o atual presidente do Garantido, Antônio Andrade – eleito no último dia 11 de outubro –, as negociações para a ‘trinca de levantadores’ iniciaram assim que a nova Diretoria assumiu o mandato, sendo finalizadas no último fim de semana. “É apenas o início, o Festival receberá um gás gigantesco com todas as transformações que o Garantido vai realizar”, assevera.



O atual presidente – que já ocupou esse cargo há 18 anos – deixa claro que nada será feito fora do regulamento do Festival de Parintins, mas não detalha como funcionará o revezamento entre os três artistas na arena. “Não discutiremos e nem falaremos sobre o assunto fora do núcleo pensante do boi, afinal, são questões estratégicas que irão imobilizar o boi contrário, que, aparentemente, ficou desnorteado com as primeiras movimentações”, alfineta.

Andrade rasga elogios ao trio. Segundo ele, Edilson – que voltou a vestir vermelho e branco no ano passado, integrando o grupo de cantores do boi, e agora foi promovido – é uma das maiores vozes do Norte do país, Sebastião Júnior é a revelação da década e David é o “Rei”, que se afastou do boi da Baixa do São José somente por problemas políticos internos. “Víamos os torcedores brigando e criando rixas entre David e Sebastião. Muitos o queriam e outros o Sebastião, porém apenas pensavam que, se um entra, o outro sai, e não é assim que funciona. Podíamos criar essa união e eu sempre disse que era capaz de reestabelecer esse sentimento no Garantido”, assevera.

Saída criticada

A novidade apresentada pelo Garantido resultou em um alvoroço entre os torcedores do boi azulado, devido às circunstâncias da saída do ex-Imperador. Em comunicado, no último domingo (25), o presidente do Caprichoso, Jender Lobato, confirmou a saída de David, mas ressaltou que não houve qualquer sinalização do cantor de que não queria mais fazer parte da agremiação, inclusive com telefonemas não atendidos.

Na contramão, David afirma que o procurou, mas não obteve retorno. “Quem viu a live do aniversário do Caprichoso, no Teatro Amazonas, sabe que ele e eu estávamos lá. Aquele era o momento dele me atender, de falar comigo. Mas não houve diálogo. A partir dali, entendi que não havia interesse. Também reitero que queria apenas informar da minha decisão de deixar o Caprichoso. Não o estava procurando para barganhar ou qualquer coisa parecida”, detalha.

O “Rei” da nação vermelha e branca aproveita para enfatizar que, quando falou de exílio em sua carta de despedida, jamais quis menosprezar os dez anos defendendo o boi da estrela na testa. “Quando falo exílio, não me referi ao tempo no Caprichoso, mas à distância que passei longe do Garantido. É um exílio emocional. Não se trata de menosprezar o Caprichoso. Pelo contrário, sou muito grato ao povo da Francesa”.

Depoimentos

EDILSON SANTANA

(Foto: Reprodução/Internet)

"É uma felicidade voltar a cantar na arena e poder contribuir com o grande e maravilhoso espetáculo que é o boi-bumbá Garantido. Essa novidade só fortalece o boi, já que cada cantor, em seu momento, estará com suas cordas vocais descansadas para dar show de interpretação, afinação, dicção. A galera irá ficar em êxtase nas três noites sem perder o pique devido esse novo gás: levantadores diferentes e com grande potencial vocal. O Festival em si ganha novo motivo pra ser notícia positiva mundo afora. São muitos os ganhos, penso eu. Para a realização do revezamento, as ideias serão muitas, tanto vindas de nós levantadores quando da Comissão de arte. Como é uma questão estratégica, ainda manteremos em sigilo, mas estamos muito tranquilos e o repertório será escolhido a dedo, de acordo com as características de cada cantor. Os torcedores do boi poderão esperar a melhor versão de Edílson Santana em todos os tempos de Festival. Quero poder fazer a galera ir ao êxtase com minhas interpretações e também me transbordar da mais pura emoção de ser Garantido. Aguardem e verão!".

DAVID ASSAYAG

(Foto: Paulo Sicsu)

"Minha vontade de retornar ao Garantido já existia há tempos. Eu sentia um clima ruim e animoso por parte de uma parcela significativa de personalidades de peso no Caprichoso. Isso pesou na minha decisão. Como eu disse, a vontade existia, mas a decisão de voltar se consolidou com a eleição do Antônio Andrade. Cabe aqui dizer que, no meu raio de influência, pedi votos para o Antônio. Depois que ele ganhou, veio a articulação de pessoas, como Tadeu Garcia, João Paulo Faria, Rubens Alves, Mencius Melo e Paulinho Du Sagrado, que me queriam de volta ao Garantido e, claro, a decisão dele de me contratar. Eu prevejo noites de muita emoção a cada ensaio do boi Garantido, tanto em Parintins quanto em Manaus. Edilson Santana e Sebastião Júnior são dois grandes artistas e ícones do festival. Vai ser difícil segurar esse novo boi que o Antônio Andrade veio mostrar".

SEBASTIÃO JÚNIOR

(Foto: Reprodução/Internet)

"Eu estava ciente desse anúncio, já estávamos em negociação. O Presidente Antônio sempre expressou cordialidade e respeito pelo meu trabalho. Tenho certeza que o Garantido da nova gestão está mais robusto e pronto para vencer o contrário, afinal, todos sabem que a estratégia desarticulou completamente o outro boi. É maravilhoso saber que irei dividir o item com David e Edílson, que são grandes intérpretes. Cada um tem seu público e seu espaço conquistado. No caso do David, éramos rivais na arena, mas só. Já fizemos shows e eventos juntos e temos grande respeito pelo outro e pelos nossos torcedores que juntos somam uma grande nação. Por muitas vezes, alguns torcedores que gostavam do David, talvez não se entregassem totalmente ao meu trabalho. Da mesma forma, o inverso: quem gostava muito do meu, talvez tivesse uma barreira com o dele. Com a decisão estratégica do Antônio, essa barreira passa a não existir mais. Passamos a caminhar juntos e com um clima de harmonia excelente. Hoje, os nossos torcedores pessoais deram as mãos, enxergando a vantagem de caminhar juntos por um Garantido mais forte e unificado. Todos os três terão seu espaço de forma grandiosa e isso é uma questão estratégica. Eu venho mais preparado que nunca para trazer o título de campeão e de melhor levantador para o Garantido".

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.