Domingo, 29 de Março de 2020
Cultura e arte

Obras de arte de Rubens Belém em temporada de exposição no Icbeu

Exposição “As cores da Floresta”, no Instituto Cultural Brasil Estados Unidos - Icbeu Manaus, Av. Joaquim Nabuco, 1286, Centro, inicia às 19h desta terça-feira (18)



artista1_40CA9EDF-9AA5-4109-AB6B-AFCA7FC3A3BB.JPG Foto: Sandro Pereira
18/02/2020 às 09:56

Com o propósito de valorizar, incentivar e celebrar os 20 anos de produção do artista plástico Rubens Belém, acontece hoje, 18, a abertura da exposição “As cores da Floresta”, no Instituto Cultural Brasil Estados Unidos - Icbeu Manaus, Av. Joaquim Nabuco, 1286, Centro, às 19h. 

“Há muito tempo sonho com esse momento, pois amo arte e é um marco na minha carreira. Estou muito feliz, emocionado e sem palavras para expressar o sentimento de estar vivendo esse momento único. Além disso,  fico honrado de ter sido escolhido pelo Icbeu, o qual abriu o espaço para essa exposição e tem reconhecido meu potencial", declara Rubens Belém. 



Com direção de arte do artista plástico Sérgio Cardoso, a exposição reúne 25 trabalhos expressivos da mais recente produção de Rubens Belém, em obras de pintura sobre tela, a qual tem como temática aspectos da vida indígena amazônica.  

"O artista Rubens Belém captou com rara exuberância a fisionomia dos seres da floresta, onde mostra o olhar de quem tem uma perfeita integração com a floresta amazônica. Então tem cenas de caça, contemplação, sobrevivência, produção de alimentos, convivência humana, espiritual", explica Sérgio Cardoso

O evento de abertura, que dará início à programação cultural de 2020 do Instituto, contará com a participação especial do grupo Cordão da Marambaia. As obras ficam expostas na Galeria de Arte do Icbeu por 30 dias.

Exposição

Por meio da arte, o artista revela a preocupação com a preservação da Amazônia, bem como em enaltecer as belezas naturais da Região. As pinturas retratam a diversidade étnica, vida, costumes e tradições da região amazônica.

Em cores vibrantes e em proporções gigantescas - um mural com 5 metros de altura e 45 metros de comprimento - é possível contemplar elementos que representam a Amazônia, tais como um menino Caiapó, a floresta amazônica, dois pescadores de pirarucu, araras, onça, tucunaré, garças, uma índia Carajá e, encerrando o painel, um casal do macaco sauim de coleira, que por ser uma espécie endêmica, foi escolhido como mascote de Manaus.

O diretor-presidente do Icbeu, Luis Fabian Barbosa, reafirma o compromisso da instituição na valorização dos artistas amazonenses. “A casa das letras e literatura anglo-americana e da inovação de todas as linguagens das expressões artísticas, tem o inestimável sentimento de valorizar o artista amazonense em todos as frentes do conhecimento e da expressão das sabedorias que ficarão no tempo para sempre”.

Arte em família

Dentre seus múltiplos talentos, o artista se consolidou como pintor no cenário artístico  pelas expressivas obras que produz somente com o uso da espátula. No entanto, nesse trabalho inédito para a exposição “As cores da floresta”, feito exclusivamente para o ICBEU, Rubens voltou às suas raízes e utilizou os pincéis para dar cor às suas obras de arte dessa coleção.  “Não queria ser só mais um artista na cena local. Por isso, procurei me profissionalizar e encontrar meu própri estilo. Minhas fontes de inspiração sempre foram a textura e o colorido vivo de Van Gogh e Monet”, afirma Rubens.

O artista plástico destaca que seus dois filhos, Rubens Belém Jr., 23, e Juan Belém, 19, foram imprescindíveis no desenvolvimento de seu mais novo trabalho. Ambos o ajudaram na ampliação dos desenhos no mural e coube a Rubens aplicar sua criatividade com o colorido.

Para o filho Juan, que acompanha o pai nos trabalhos como artista desde os nove anos é muito importante poder participar desse momento especial. “Fico muito orgulhoso de poder contribuir com a carreira do meu pai, que agora comemora esse marco na carreira. Apesar de estar seguindo um novo caminho na vida profissional, a arte sempre vai estar em nossas vidas”, afirma.

Além de figurar nas exposições na Galeria de Artes do ICBEU, Rubens integra o time de artistas regionais que doaram obras para compor a exposição permanente do Instituto, ‘The Art Collection - a permanent exhibit’, que pode ser apreciada no entorno da Biblioteca do Icbeu.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.