Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020
'Maré Sonora'

Brasileira que morou em veleiro lança podcast gratuito

Ciência, fotografia, universo náutico e viagens são alguns tópicos da programação



bv0116-1f_CLAREAR_0D79A02C-D94E-48EA-9E98-C74FED159BCF.jpeg Foto: Divulgação
16/09/2020 às 17:37

A pandemia de Covid-19 afetou de diferentes formas a indústria de conteúdo. Enquanto alguns formatos enfrentam desafios de produção e distribuição, outros ganharam um impulso extra. É o caso do podcast “Maré Sonora”, comandado pela jornalista Marina Guedes, que oferece uma série de entrevistas sobre ciência, conservação ambiental, fotografia e viagens. O universo náutico também norteia este canal de comunicação, uma vez que a apresentadora morou a bordo de um veleiro pelo Pacífico nos últimos quatro anos.

“A ideia do podcast surgiu quando eu estava em quarentena, na Tasmânia, uma ilha na Austrália. Após ouvir a entrevista de um amigo alpinista para outro podcast, fiquei super feliz e quis passar a mesma sensação de bem-estar para outras pessoas, com uma perspectiva jornalística para proporcionar um momento sobre assuntos que acredito ser úteis para as pessoas nesse momento de confinamento”, afirma Marina Guedes. 



Programação

Idealizado em meio à pandemia, o podcast “Maré Sonora” está no ar desde maio e já entrevistou personalidades renomadas, como o fotógrafo Araquém Alcântara; o cientista líder do Programa Antártico Brasileiro, Jefferson Cardia Simões; o navegador e escritor Amyr Klink e, atualmente, a apresentadora está lançando uma série sobre conservação ambiental, com Zélia Brito, chefe da primeira unidade de conservação marinha criada no Brasil, o Atol das Rocas.

“Algo muito interessante de estar produzindo esse podcast é poder conversas com pessoas que eu admiro e que tem conteúdos valorosos para passar para os ouvintes. Um exemplo é o próprio Jefferson Cardia Simões, que explicou vários mitos que saíram sobre a Antártida na mídia. Então, uma das minhas preocupações é o podcast funcionar para corrigir problemas da comunicação”, garante a jornalista.

Durante o período em que estava velejando pelo Pacífico, além de registrar a viagem por meio de fotografias – sua primeira paixão – Marina também relata que mesmo sem pensar no podcast, produziu material. “Quando estava viajando, entrevistei vários velejadores para saber a opinião deles sobre percepções de mudanças ambientais. Acabou sendo uma espécie de treinamento para entrevistas que nem eu sabia que iria fazer um podcast àquela altura. São entrevistas em inglês e tenho a intenção de disponibilizá-las em uma outra etapa do ‘Maré Sonora’”, destaca.

Projetos

Movida pela sede de conhecimento e apaixonada por explorar novos horizontes e conhecer novas culturas, Marina Guedes afirma que tão logo seja possível se deslocar com segurança no cenário pós-pandemia, ela voltará a fazer viagens ao redor do mundo. “Com certeza tenho vários lugares que ainda pretendo explorar e agora com o ‘Maré Sonora’ a minha meta é fazer entrevistas presenciais”, destaca. 

Atualmente, a apresentadora reside na Itália, onde produz seus podcasts com um cunho caseiro, uma vez que a preocupação maior é o conteúdo. Além disso, Marina conta com a colaboração do engenheiro de som, Cyro Neto, o qual garante a mixagem e tratamento dos áudios.

Marina também adianta que um dos projetos é entrevistar a velejadora mais velha a fazer a volta ao mundo sem parar. "Ela é recordista nesta categoria. Já entrei em contato com ela e em breve vamos fazer essa série com ela”, adianta.

Outro projeto que está sendo carinhosamente encaminhado é o registro de sua jornada morando de 2016 a 2020 em um veleiro pelo oceano Pacífico. "O projeto de escrever um livro para registrar essa incrível experiência embarcada nos últimos quatro anos existe e em breve deve sair do papel. Tenho alguns amigos em Manaus e São Paulo que serão parceiros na curadoria desse trabalho", afirma Marina.

Apoio

De acordo com Marina Guedes, um dos seus sonhos é poder contar com o apoio dos ouvintes para manter o “Maré Sonora”. Para isso, a jornalista criou uma campanha por meio do Catarse, onde o público pode apoiar o projeto com doações em qualquer quantia. Pode ser por meio do link do podcast no Instagram Facebook e SoundCloud (Maré Sonora).

“Esse projeto é uma forma de fazer jornalismo com mais liberdade e aprofundada, realmente ouvindo os convidados. Meu sonho é tornar esse projeto economicamente viável para poder remunerar o profissional que torna esse projeto possível, o Cyro, e eu também possa ser remunerada e cobrir os gastos básicos, como hospedagem do podcast, site, marketing e logística”, finaliza.

Saiba mais - Os episódios do “Maré Sonora” vão ao ar sempre às segundas-feiras, pelo SoundCloud. Também é possível ouvir nas plataformas como Spotify, ApplePodcasts, Google Podcasts, ou no aplicativo Podcast Addict.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

30 Out
show_1_A8258414-BC58-4974-AFBF-5FEDFF167A09.jpg

Juíza deixa Comissão de Propaganda Eleitoral no AM

30/10/2020 às 16:31

Magistrada Mônica Cristina alegou questão de foro íntimo como motivo para a saída. Fontes consultadas por A Crítica avaliam que a juíza estava insatisfeita com "algumas coisas" e pela "constante troca de servidores e poucos auxiliares


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.