Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
WhatsApp_Image_2019-01-11_at_15.56.16_21236D0E-4A5D-4C7C-9A54-E38279DD7322.jpeg
publicidade
publicidade

REFORÇO

Boi Caprichoso cria grupo de teatro LGBT para o festival de Parintins 2019 

De acordo com o Conselho de Artes, o grupo de teatro vai fazer parte dos momentos de abertura, exaltação folclórica, lenda, ritual, figura típica, nas apresentações de arena


11/01/2019 às 16:00

O Boi-Bumbá Caprichoso se torna mais uma vez pioneiro, ao agregar o movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros) no projeto do tricampeonato “Um Canto de Esperança para a Mátria Brasilis”, no Festival Folclórico de Parintins 2019. A Diretoria e o Conselho de Artes do Caprichoso firmaram parceria com a Associação de Gays, Lésbicas e Travestis de Parintins (AGLTPIN) para a criação do Grupo de Teatro “Esperança”.

Um curso teórico e prático, dividido em quatro módulos, é montado pela Fundação Boi-Bumbá Caprichoso para a preparação do grupo, com 80 vagas. Entre instrutores estão os membros do Conselho de Artes do Caprichoso, Ericky Nakanome na parte teórica, Márcio Braz na prática, com participação de Irian Butel, Larice Butel, além de professores da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

A edição especial da TV Caprichoso, exibida pela empresa Paulino Produções, no dia 06 de janeiro, reuniu conselheiros de artes e membros da diretoria da AGLTPIN. “É uma honra para o Caprichoso. A gente entende que a arte faz seu papel revolucionário em Parintins, por meio do festival folclórico, e o boi lança esse grupo de teatro livre, criado nesse momento de arena do tricampeonato”, afirma o coordenador do Conselho de Artes, Ericky Nakanome.

De acordo com Nakanome, o grupo de teatro vai fazer parte dos momentos de abertura, exaltação folclórica, lenda, ritual, figura típica, nas apresentações de arena do Boi-Bumbá Caprichoso, em 2019. “O Caprichoso abraça essas pessoas que construíram e que constroem a festa. Cada detalhe, bordado no vestido da sinhazinha, nos adereços das alegorias, a gente sabe que tem a participação de pessoas tão especiais como essas”, acentua Ericky.

O projeto do Caprichoso é certificar esse grupo para colher resultados no futuro, além de brincantes de boi-bumbá, com a formação profissional dos participantes do curso. O presidente da AGLTPIN, Fernando Moraes, agradeceu ao presidente do Caprichoso, Babá Tupinambá, e ao coordenador do Conselho de Artes, Ericky Nakanome, pela oportunidade ao movimento LGBT na construção do espetáculo do boi de arena. 

“Pela inclusão social, o boi deu a mão ao nosso movimento que vai ajudar o Caprichoso a ser tricampeão. Vamos trabalhar juntos para mostrarmos um grande espetáculo. Eu sou um simples torcedor e agora vou fazer parte do nosso boi. Esse grupo de teatro vem abraçar a população LGTB para apresentação na arena. As inscrições serão livres, seja torcedor, sócio ou não. Qualquer pessoa pode participar do grupo de teatro”, explica o líder do movimento.

Membro do Conselho Fiscal da AGLTPIN, o pecuarista e sócio do Boi Caprichoso, Manoel Ribeiro, deixou legado como um dos tuxauas da história do bumbá, vaqueiro, diretor de almoxarifado.  “Eu, com muito orgulho, satisfação e com emoção, estou aqui não só representando essa associação, mas para ajudar o meu boi a ser tricampeão. Vou fazer de um tudo, porque não me interessa dinheiro, o que me interessa é a vitória”, declara. 

“Quando as inscrições estiverem abertas, todas as pessoas, sejam gays ou não, que forem do Caprichoso, serão bem aceitas para fazer parte do nosso grupo de teatro. Será um grupo não só do Caprichoso, mas que vai permanecer na cidade sempre e vai fazer show. Estou emocionado, porque eu já comandei esse boi, tanto fora, quanto dentro da arena. Já fiz minha parte e estou aqui de novo para ajudar meu boi a ser tricampeão”, ressalta Manoel Ribeiro.


De acordo com o conselheiro de artes, Zandonaide Bastos, o movimento LGBT chega para somar força na parte teatral, cênica e coreográfica do Caprichoso. “Isso faz com que nos fortaleça ainda mais. Eu fico muito feliz em recebê-los. Soma ainda mais com a força que nós temos. O nosso arsenal aumenta cada vez mais. Trabalhamos nesse projeto desde agosto de 2018, com o nosso presidente Babá e todos incansáveis. Recebemos vocês de coração aberto”, frisa. 

“Sejam bem-vindos para um trabalho fantástico. Eu trabalho lá atrás (concentração), eu não assisto à apresentação, mas estarei totalmente seguro, porque sei que teremos um grupo de pessoas na arena dando conta do que vamos projetar e trabalhar juntos. O Caprichoso é isso, não é uma pessoa só, não é um grupinho não, é essa galera apaixonada. Essa força e energia que vão passar para nós vai fazer com que a gente conquiste mais um troféu”, diz, Zandonaide Bastos.

publicidade
publicidade
Caprichoso e Garantido recebem apoio de R$ 7,6 milhões do governo e da Coca-Cola
Jovens com síndrome de Down vão formar núcleo de maracá na Marujada do Caprichoso
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.