Terça-feira, 20 de Outubro de 2020
Audiovisual

Anne Jezini lança música e clipe de 'Céu de Lurex' nesta sexta (14)

Faixa será hospedada em plataformas digitais como o Spotify, Deezer, Apple Music, Youtube, Youtube Music e mais



3_613A92DF-5AA7-4304-BC41-04F02EAE3A85.JPG Clipe foi gravado em Boiçucanga, interior de São Paulo (Foto: Fernanda Liberti/Divulgação)
13/08/2020 às 12:16

O novo single da artista amazonense Anne Jezini, com lançamento no dia 14 de agosto, traz a cintilância do céu estrelado de lugares remotos da sua terra natal. Com produção musical dos também amazonenses Victor Xamã e André Oliveira, a música “Céu de Lurex” narra uma noite quente e úmida na floresta, envolvida por um arranjo minimalista e dançante dos beats e timbres de sintetizadores. A faixa será lançada nas plataformas Spotify, Deezer, Apple Music, Youtube, Youtube Music, Amazon Music e Tidal. Já o videoclipe será disponibilizado no canal youtube.com/annejezini.

“Céu de Lurex” foi construída em cima da pesquisa de referências da sonoridade da música pop dos anos 90 e da música latina urbana revisitadas pela ótica contemporânea. O videoclipe que acompanha o lançamento é dirigido por Alexandre Mortagua e traz a cantora numa atmosfera etérea-moderna com imagens potentes que exploram diferentes paisagens da natureza: praia deserta, rio e a mata à noite. 



A ideia é apresentar a construção de uma estética a compor o álbum "Hilda", previsto para o primeiro semestre de 2020, e que conta ainda com os lançamentos de mais 2 singles este ano. Gravada em Boiçucanga, interior de São Paulo, a produção repete a colaboração frutífera de Anne com Alexandre e a sua produtora O Baile, responsável por dirigir o seu último lançamento “Rollercoaster man” em 2018. O diretor é conhecido por realizar videoclipes para artistas como Manu Gavassi, Mel e Davi Sabag.

Anne entrou em estúdio para gravar a música entre maio e agosto de 2019, e o videoclipe foi filmado em outubro do mesmo ano. A música é composição inédita de Anne e o lançamento sai pelo selo Zelo, do artista pernambucano Barro, com distribuição Altafonte.

A artista

Bióloga conservacionista por formação, a artista emergiu na cena musical com o seu primeiro projeto “Toda Queda Guarda um Susto”, um álbum lançado em 2015. Apenas um ano depois, a cantora e compositora lança o disco que é considerado o marco inicial na consolidação da sua estética sonora: “Cinética” traz uma artista mais madura, letras mais profundas e uma combinação estilosa de suas referências. 

Liderado pelo single “Modo de Voo”, o qual já possui mais de 20 mil visualizações em seu clipe, o álbum superou as expectativas de seu predecessor colocando Anne na cena regional e também atraindo atenção de veículos especializados nacionais, como o Jornal O Globo, o Portal da Revista Rolling Stones e blogs como Música Pavê e Trabalho Sujo. 

Com produção de Lucas Santtana, foi escolhido pelo coletivo internacional de jornalistas especializados Beehype como um dos 50 melhores discos brasileiros lançados em 2016. Com a turnê Cinética, circulou com shows em São Paulo, Araçatuba, Belém e Manaus. Em casa, o show de lançamento foi realizado no icônico Teatro Amazonas, no Festival Filomedusa, idealizado e produzido pela artista e que contou com mais duas atrações: o rapper Victor Xamã e a cantora e compositora paraense Natália Matos. 

O show de encerramento da turnê foi na Semana Internacional da Música em 2018 no showcase do Festival Paço a Passo, articulação de iniciativa coletiva com outros artistas amazonenses realizada no Centro Cultural São Paulo.

Resenha

Dante Graça, editor executivo do Portal A CRÍTICA

“Ser artista  nos dias de hoje não se resume apenas a boas músicas e uma boa voz. É preciso ir além e trazer algo diferenciado, uma identidade própria, para  se destacar na multidão. E isso Anne Jezini faz com louvor. 'Céu de Lurex' é a afirmação de uma artista que consegue unir, de maneira natural, o regionalismo com a contemporaneidade. É a junção de uma letra criativa, que bebe nas raízes amazônicas, com uma marcante base eletrônica e uma interpretação  hipnotizante. Some-se a isso um trabalho audiovisual gravado no litoral paulista que foge a qualquer estética de praia e traz Anne Jezini em um vestido vermelho esvoaçante, alternando com imagens noturnas e densas. Da praia a floresta, do regional ao eletrônico, Anne flutua livremente. E brilha, como seu próprio lurex”.

 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.