Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020
EDUCAÇÃO

Ufam propõe retorno de atividades acadêmicas em agosto, por ensino remoto

Segundo a universidade, volta às aulas seria facultativa e em calendário especial, mas sem data definida ainda



show_show_998_3C93309D-CFEB-4093-9F5F-8BF80760AFEE.jpg Foto: Arquivo/A Crítica
30/07/2020 às 19:50

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) divulgou, nesta quinta-feira (30), uma nota propondo o retorno das atividades acadêmicas para o mês de agosto. Segundo a universidade, o retorno se daria por meio do ensino remoto em todos os campi, mas sem data definida ainda.

No texto, a Ufam explica que as aulas oferecidas seriam facultativas e em calendário especial, "com garantia de direitos para os discentes que optarem por não aderirem de terem sua matrícula quando da oferta do calendário acadêmico presencial regular".



Segundo a universidade, a proposta foi elaborada pela comissão de assessoria da Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Proeg) e será encaminhada ao Conselho de Ensino e Pesquisa (Consepe) para apreciação, deliberação, legitimação e legalidade por um órgão superior.

No dia 22 de julho, após sofrer pressão de alunos para apresentar um novo calendário acadêmico, a universidade se posicionou, por meio de nota, que o plano de volta às atividades está integralmente voltado à vida e saúde de alunos, professores e servidores da instituição.

Hoje, a universidade disse que "a oferta de disciplinas por ensino remoto por adesão, é a única proposta viável para o momento, além de não ser excludente em relação aos estudantes que por algum motivo não possam cursar disciplinas nessa modalidade".

A Ufam explica que uma proposta para a volta às presenciais ainda está em elaboração e adiantou que o calendário especial para o ensino remoto deve ser analisado na segunda quinzena de agosto.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.