Domingo, 27 de Setembro de 2020
EDUCAÇÃO

Justiça dá três dias para Estado do AM se manifestar sobre retorno das aulas presenciais

Ontem, dia 3 de agosto, o Sinteam ingressou com uma Ação Civil Pública pedindo que sejam mantidas apenas as aulas remotas



aula_275742C5-D016-4BA7-8784-A15252CEF3B7.jpg Foto: Reprodução / Internet
04/08/2020 às 21:15

A juíza Etelvina Lobo Braga, da 3ª Vara da Fazenda Pública, determinou que o Estado do Amazonas deve se manifestar num prazo de três dias sobre o pedido de liminar feito pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) para suspender o retorno das aulas presenciais em Manaus marcado para a próxima segunda-feira, 10.

Ontem, dia 3 de agosto, o sindicato ingressou com uma Ação Civil Pública na Justiça pedindo que sejam mantidas apenas as aulas remotas, como tem sido feito desde o dia 23 de março, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. 



O Sinteam alega que não existe disponibilidade de testes para alunos e trabalhadores, as salas de aulas comportam até 60 (sessenta) alunos, o principal meio de deslocamento de servidores e estudantes é o transporte público, há apenas duas pias nas escolas para atender centenas de alunos, as salas não possuem ventilação e assim, não existe renovação de ar e, além do mais, o plano de saúde não realiza teste em todos os que solicitam, aumentando a possibilidade de contaminação através dos indivíduos assintomáticos.

O Governo do Amazonas não se posicionou ainda sobre a decisão. 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.