Terça-feira, 07 de Dezembro de 2021
Tragédia

Avião com paraquedistas civis cai e deixa 16 mortos e seis feridos

Acidente aconteceu perto da cidade de Menzelinsk, na República do Tartaristão (Volga), com 22 pessoas a bordo



aviao_russo_B12228F6-67F0-424D-B316-A5E531893E1D.jpg Foto: Russian Emergency Ministry/AFP
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
10/10/2021 às 09:58

Dezesseis pessoas morreram na queda, neste domingo (10), de um avião que transportava paraquedistas civis no centro da Rússia, anunciou o ministério de Situações de Emergência.

"Seis pessoas foram resgatadas, 16 foram encontradas sem sinais de vida", informou o ministério no Telegram. 

O avião, fabricado na República Tcheca e modelo L-410, caiu às 09h23 (03h23 de Brasília) perto da cidade de Menzelinsk, na República do Tartaristão (Volga), com 22 pessoas a bordo. 

O avião se acidentou cerca de 20 minutos depois da decolagem, de acordo com autoridades locais, que explicaram que a tripulação detectou uma avaria no motor. O aparelho partiu em dois com o impacto, segundo imagens transmitidas pelo ministério russo. 

Os sobreviventes foram hospitalizados e um deles está "em estado grave", reportou a agência RIA Novosti, citando uma fonte do ministério da Saúde local. 

De acordo com a agência de notícias Interfax, o avião pertencia a um clube local da organização paramilitar DOSAAF, a sociedade voluntária de assistência ao Exército, Aviação e Marinha.

A DOSAAF é herdeira da Sociedade Militar e Científica criada em 1920 pela URSS para popularizar o conhecimento militar entre os soviéticos, especialmente no campo aeroespacial, e reforçar os valores patrióticos.

Entre aqueles que realizaram treinamento nos aeródromos da DOSAAF estão o primeiro homem a viajar para o espaço, Yuri Gagarin, e a primeira cosmonauta, Valentina Tereshkova. Hoje, os aeroclubes da sociedade em todo o país, como o de Menzelinsk, ainda são usados para o treinamento de cosmonautas.

"Não havia qualquer crítica ao aeroclube de Menzelinsk, somos os melhores (...), os cosmonautas treinam aqui", assegurou o responsável da filial local da DOSAAF, Ravil Nurmekhametov, citado pela agência oficial TASS.

No acidente deste domingo, apenas os seis paraquedistas que se sentaram atrás e que usavam capacete sobreviveram, segundo o instrutor do clube aeroespacial local Oleg Chiporov à agência TASS.

"Um paraquedista sofreu apenas alguns hematomas e saiu do avião sem ajuda", disse Chiporov.

O acidente foi causado por uma pane no motor, de acordo com o líder do Tartaristão, Rustam Minnikhanov, que foi ao local do acidente.

"Quando estavam a 70 metros de altitude, os pilotos relataram que um motor da esquerda havia parado de funcionar e pediram um pouso de emergência", disse ele no canal público Rossia 24. 

De acordo com Minnikhanov, a tripulação tentou se afastar das cidades próximas para pousar, "mas aparentemente a altitude não permitiu".

Uma das asas do avião atingiu um caminhão e o derrubou, relatou.

Uma investigação foi aberta por violação das regras de segurança e de operação do transporte aéreo, de acordo com o comitê de investigação russo.

A Rússia, há muito conhecida por seus inúmeros acidentes, melhorou significativamente a segurança da sua aviação desde os anos 2000, mas os acidentes ainda ocorrem com bastante frequência, especialmente em áreas pouco povoadas como o Extremo Oriente.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.