Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020
PANDEMIA

Quarenta municípios do AM iniciam setembro sem mortes por Covid-19

Primeiros dez dias do mês foram de estabilidade para a maior parte das cidades amazonenses; Coari está há um mês sem qualquer registro de morte pela doença. Veja lista completa



pacientes_B019FCC5-90FB-4FBD-88E0-6F611598CA6B.jpeg
13/09/2020 às 08:38

Nos primeiros dez dias do mês de setembro,  40, dos 62 municípios do Amazonas, não registraram mortes por coronavírus. O levantamento foi feito por A CRÍTICA com base nos boletins diários da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas. 

Entre esses 40 municípios, quatro figuram entre os dez primeiros em números absolutos de casos (infecções) da doença: Coari, Tefé, Itacoatiara e Santa Isabel do Rio Negro. No caso de Coari, que tem 6976 casos confirmados de Covid-19 - e é com sobras o município do interior  com maior notificação  -, não é registrada uma morte por coronavírus desde o boletim de 12 de agosto. 



O município “estacionou” nas 105 mortes - a terceira maior quantidade de mortes em números absolutos do interior, perdendo apenas para Manacapuru (153) e Parintins (120). A secretária de saúde de Coari, Francisnalva Mendes, atribuiu a testagem em massa realizada no município desde maio como o principal motivo para o maior controle da doença.  Com uma maior quantidade de diagnósticos, o município conseguiu identificar os casos precocemente e iniciar o protocolo antes que a doença se agravasse.

No total, segundo o último boletim da FVS, foram mais de 15 mil testes feitos em Coari. “Quando testávamos uma pessoa e ela dava positivo, nós já monitorávamos toda a família e os contatos mais próximos”, explicou Mendes. 
De acordo com a secretária, um outro ponto importante foi a implementação de duas unidades básicas de referência para os atendimentos iniciais de casos sintomáticos. “Acreditamos que a educação em saúde, a testagem em massa e ainda continuarmos com as UBSs de referência em atividade, atendendo a população, favoreceu para que nós conseguíssemos controlar o vírus”, afirmou. 

Recorde de mortes

Parintins, por sua vez, foi o município do interior com a maior quantidade absoluta de mortes neste mês: foram 9, uma média diária próxima de um. A título de comparação, Manaus teve 21 óbitos  no mesmo período. 
Parintins é a segunda cidade com maior quantidade de casos fatais entre as cidades do interior e hoje possui uma taxa de letalidade de 2,76%.  O auge da pandemia na Ilha Tupinambarana foi em maio, quando faleceram 45 pessoas por conta da doença. 

Em termos percentuais, o maior crescimento de casos fatais registrado no interior do Amazonas foi no município de Manaquiri. Das 17 mortes por coronavírus no município, cinco aconteceram no mês de setembro. Isso fez com que a taxa de letalidade subisse de 2,60% para 3,361%, e a taxa de mortalidade por 100 mil habitantes saltasse de 37,38 para 52,95. 

Vale lembrar que Manaquiri é “vizinha” de Manacapuru, que tem, além do maior número de casos fatais, a terceira maior taxa de letalidade - 3,99% - e a  maior mortalidade por 100 mil habitantes - 157,12.

O Amazonas ainda tem três municípios sem qualquer óbito registrado por coronavírus. Chama atenção o fato de Anamã, mais uma cidade que é vizinha de Manacapuru, não ter tido nenhum caso fatal da doença até aqui. São 704 pacientes confirmados sem que nenhum deles tenha falecido. Os outros municípios zerados em mortes são Canutama, que teve até aqui 380 casos, e Apuí, com 195 confirmações e nenhuma morte.

Mesmo com turismo, PF se mantém estável

Um dos principais destinos do morador de Manaus nos fins de semana e feriados, o município de Presidente Figueiredo tem conseguido manter uma estabilidade nos números de óbitos. Sem mortes confirmadas nos primeiros dez dias deste mês, o município tem 2.041 casos confirmados, sendo 25 deles fatais, com uma taxa de letalidade de 1,22% - bem abaixo da média do Estado, que é de 3,08%.

Uma das estratégias para contenção da doença é a instalação de barreiras sanitárias nos quilômetros  100 e 200 da BR-174,  com aferição de temperatura para as pessoas que chegam ao município.  Somente no período entre 4 e 7 de setembro, feriado do Amazonas e da Independência do Brasil, foram mais de 15 mil veículos de passeio que chegaram à Terra das Cachoeiras, além de 479 motos, 85 vans, 97 ônibus e 57 kombis. 

Mesmo com o alto volume de visitantes, Presidente Figueiredo, hoje, não tem pacientes internados e tem 52 pacientes em isolamento domiciliar, passando por tratamento sem necessidade de hospitalização.

Participação da população é fundamental

“A população precisa se sentir responsável tanto quanto a gestão municipal, quanto os profissionais da equipe que está atuando no enfrentamento ao Covid-19 em Parintins.  É preciso manter o isolamento social, o distanciamento, o uso de máscara e evitar a circulação, da maneira que estava sendo feito anteriormente”. 

O alerta é do secretário de Saúde de Parintins, Clerton Florêncio. No município, foram 9 mortes por Covid-19 nos dez primeiros dias do mês, segundo a FVS-AM. Para 
efeito de comparação,  em agosto, segundo a Prefeitura, foram 12 mortes pela doença no município. 

De acordo com o secretário, entre as estratégias que estão sendo executadas pela gestão municipal estão a manutenção do toque de recolher entre 22h e 5h da manhã, fechamento dos bares e aumento da fiscalização na zona urbana e na saída das embarcações para as praias próximas.

VEJA LISTA COMPLETA DOS MUNICÍPIOS SEM MORTES ENTRE 01/09 E 10/09

COARI

TEFÉ

ITACOATIARA

SANTA ISABEL DO RIO NEGRO

PRESIDENTE FIGUEIREDO *

TABATINGA

BENJAMIN CONSTANT

MAUÉS

CAREIRO

PAUINI

AUTAZES

BOCA DO ACRE

ALVARÃES

TAPAUÁ

URUCURITUBA

ATALAIA DO NORTE

GUAJARÁ

BARREIRINHA

NOVA OLINDA DO NORTE

ANORI

ITAPIRANGA

ANAMÃ

BORBA

NOVO ARIPUANÃ

AMATURÁ

URUCARÁ

TONANTINS

JURUÁ

MARAÃ

JAPURÁ

NOVO AIRÃO

CANUTAMA

JUTAÍ

BOA VISTA DO RAMOS

SILVES

CAAPIRANGA

ENVIRA

CODAJÁS

APUÍ

CAREIRO DA VÁRZEA

Fonte: Boletins diários da FVS-AM

News whatsapp image 2019 06 22 at 17.28.20 a187bead 9f3c 42a6 86d0 61eb3f792e97
Jornalista de A CRÍTICA
Jornalista de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

30 Out
show_1_A8258414-BC58-4974-AFBF-5FEDFF167A09.jpg

Juíza deixa Comissão de Propaganda Eleitoral no AM

30/10/2020 às 16:31

Magistrada Mônica Cristina alegou questão de foro íntimo como motivo para a saída. Fontes consultadas por A Crítica avaliam que a juíza estava insatisfeita com "algumas coisas" e pela "constante troca de servidores e poucos auxiliares


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.