Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
LEVANTAMENTO

Manaus tem mais de 1200 profissionais de saúde com Covid, aponta FVS

Governo do Amazonas instalou serviços exclusivos de testagem rápida para profissionais de saúde, um deles funciona em sistema de drive-thru



show_49672679403_6b3c0f62eb_c_5E37C1F4-5BF8-4D7F-A4F7-60E496FDCEDF.jpg Foto: Divulgação
02/05/2020 às 09:52

Balanço parcial da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) aponta, até o momento, para 1.279 profissionais de saúde confirmados com Covid-19 em Manaus, desde o início da pandemia. O número representa 5,5% dos 23.176 profissionais de saúde da capital na rede pública e privada.

Ainda segundo os dados da FVS-AM, 193 estão em isolamento domiciliar, 272 estão fora do período de transmissão, 25 internados – 19 em leitos clínicos e 06 em UTI. Foram contabilizados até o momento 12 óbitos, que corresponde a uma letalidade 0,93%.



Para a secretária estadual de Saúde, Simone Papaiz, o número de profissionais infectados é preocupante.

“De um modo geral, não temos falta de EPIs. Estamos revendo alguns fluxos nas unidades para aumentar nível de proteção dos profissionais, verificando as necessidades de mudança na distribuição dos equipamentos para aumentar o nível de segurança dos trabalhadores que estão na linha de frente. Também precisamos rever as práticas diárias, como a paramentação, desparamentação e manuseio dos EPis”, afirma Papaiz, que se recupera de Covid-19.

De acordo com a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, é importante esclarecer que, mesmo utilizando todos os padrões de segurança contra a contaminação, a Covid-19 tem um alto índice de transmissibilidade entre os profissionais de saúde, cuja estimativa da Organização Mundial da Saúde é de até 15%.

“Deve ser levado em conta o fato de que a assistência direta aos pacientes com Covid-19 aumenta a vulnerabilidade desses profissionais. Estamos lidando com um novo vírus que, para evitar a exposição e contaminação, exige de nós atenção redobrada, diferente de tudo o que estávamos a costumados”, alertou.

Rosemary salienta ainda que não há evidencia de que todos os profissionais foram infectados nos hospitais, um vez que o Amazonas e o Brasil estão com transmissão sustentada comunitária.

“Dentro das unidades de saúde, normalmente os profissionais que lidam direto no atendimento de pacientes suspeitos pelo novo coronavírus utilizam medidas preventivas, pois estão mais alertas ao perigo, porém, com a circulação viral intensa em todas as zonas da cidade, essa exposição pode acontecer em outros ambientes coletivos”, disse. Ela informou ainda que há casos de profissionais de grupos de riscos que adoeceram enquanto estavam de licença.

Centros de Testagem exclusivos

O Governo do Amazonas, por meio da FVS-AM, criou dois sistemas de testagem para profissionais, sendo que um deles funciona na Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Amazonas. Desde 15 de abril, quando o serviço começou a funcionar, 1.857 profissionais realizaram teste rápido. Desses, 1.329 testaram negativo e 528 foram positivos para novo coronavírus. O sistema funciona por pré-agendamento feito pelo aplicativo SASi, do Governo do Amazonas.

Drive-thru - A partir de 28 de abril, a FVS-AM, em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), abriu um serviço de testagem em sistema de drive-thru para profissionais de saúde, por meio do qual já foram testados 595 pessoas. Destes, 380 tiveram resultado negativos e 215 positivos para novo coronavírus.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Tudo sobre o Coronavírus



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.