Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
PANDEMIA

Instituições Nelly Falcão de Souza se destacam com tecnologias para o ensino remoto

Estúdio de gravação e plataformas de ensino se tornaram verdadeiras aliadas para manter a rotina e tornar o processo de aprendizagem mais dinâmico, atrativo e coerente com a realidade de estudantes nativos digitais



IMG-20200514-WA0056_23195E1D-CA7E-4F39-82BB-19268D7954E0.jpg
14/05/2020 às 14:34

Em meio à pandemia do Coronavírus, as instituições de ensino precisaram suspender as aulas para ajudar a frear o contágio da doença. Em boa parte delas, a alternativa foi recorrer à tecnologia para continuar oferecendo aulas aos seus alunos. Nas Instituições Nelly Falcão de Souza (INFS) não foi diferente, estúdio de gravação e plataformas de ensino se tornaram verdadeiras aliadas para manter a rotina e tornar o processo de aprendizagem mais dinâmico, atrativo e coerente com a realidade de estudantes nativos digitais.

Segundo a diretora das INFS, Nelly Falcão, com envolvimento de toda a equipe pedagógica e tecnológica, o Pinocchio Centro Educacional e o Colégio Martha Falcão, foi possível, em curto tempo, se reinventarem e oferecer um ensino remoto de qualidade. A rápida adaptação dos alunos e o feedback dos pais tem norteado as instituições, afinal o uso de tecnologias não é novidade nas INFS, mas passaram a fazer ainda mais parte da rotina dos alunos. Geekie One, PH, Google Class, além da Agenda digital e Portal educacional são apenas algumas das ferramentas.



No Pinocchio Centro Educacional, o corpo pedagógico aliou o uso de plataformas digitais com a relação com a família como forma de potencializar a aprendizagem dos pequenos. “Tudo sem deixar a rotina de atividades e socialização, essenciais para o desenvolvimento das crianças nessa fase inicial da vida escolar”, destacou a coordenadora pedagógica da escola, Úrsula Bessa.

Videoaulas gravadas em um estúdio no Pinocchio, ministradas pelos professores, que já faziam parte da rotina dos pequenos e respeitando o tempo da criança em frente à tela, já estão no dia a dia das crianças de 2 a 5 anos. “Semanalmente, preparamos com os professores o planejamento de todo o conteúdo e garantindo o contato com a professora e os coleguinhas da turma em encontros online”, explicou a coordenadora.

Os pais e responsáveis recebem diariamente e semanalmente as atividades, brincadeiras e orientações para as crianças realizarem. “Esse roteiro tem sido uma excelente forma de atuar  junto às famílias e ajudar os pequenos a manterem uma rotina que seja leve e saudável de aprendizagem em casa”, disse Úrsula.

Apesar das aulas presenciais paralisadas por conta da pandemia, a coordenadora do Pinocchio ressalta que as instituições de ensino não pararam e continuam trabalhando para incansavelmente ampliar as experiências, conhecimentos e habilidades da criançada.

Colégio Martha Falcão

No Colégio Martha Falcão não foi diferente. A coordenadora pedagógica responsável pelos anos iniciais do Ensino Fundamental I, Ana Gláucia Claudino, conta que a instituição tem atuado sem deixar de lado a sua essência, que é a sensibilidade, a solidariedade, o pedagógico  e o tecnológico.

“Tecnologia não é uma novidade para o time Martha Falcão. Há três anos estamos trabalhando com o sistema SAS (Sistema Ari de Sá), plataforma educacional que contribui para o desenvolvimento do aluno e sua autonomia intelectual, por isso hoje estamos nos sentindo muito confortáveis no ambiente virtual de aprendizagem, porque tanto as crianças quanto os adolescentes já estão muito bem engajados e não tem dificuldade alguma de acesso”, disse a coordenadora.

Desde o início do ano, o Colégio Martha Falcão adotou para o segmento do Fundamental ll (do 6º ao 8º ano), um programa inovador baseado nas novas tecnologias dentro de uma proposta do ensino híbrido, a Geekie One. Cada um dos alunos recebeu um Chromebook (notebook da Google) para ter acesso a todo o conteúdo do ano letivo.

A educação híbrida combina as melhores práticas educacionais off-line e online, ou seja, é uma metodologia em que o aluno estuda sozinho, aproveitando ferramentas online, mas também valoriza a aprendizagem presencial e a interação entre alunos e o educador.

“A Geekie One tem permitido trabalhar as dificuldades e estimular potencialidades de forma individualizada dos alunos. Além disso, os pais ainda podem acompanhar o desempenho dos filhos”, conta a coordenadora do Ensino Fundamental II, Francisca Loiola.

Já o Sistema de Ensino PH é um programa conhecido pelos alunos do Ensino Médio do Colégio Martha Falcão. Utilizada desde 2017 pela instituição, a metodologia está presente no mercado educacional há mais de 30 anos, contribuindo para excelentes performances não só aos primeiros lugares, como também ao total de aprovados nos exames das universidades mais renomadas do país.

O programa do PH possui uma metodologia que estimula os alunos a questionar, criar e raciocinar para que constituam sua personalidade e desenvolvam a capacidade de escolha. O material didático acessível na plataforma digital traz uma revisão teórica completa, contextualizada, aprofundada e com alto volume de exercícios, o qual exemplifica a sua aplicação nas provas.

Entre os alunos que estão utilizando a metodologia está Gabriel Souza, do 9° ano, que combina a plataforma de estudos e ensino online, Plurall. Dessa forma, ele consegue ter acesso a simulados, interações e videochamadas ao vivo com os professores através do Hangouts Meet. 

Segundo o pai do aluno, o funcionário público Humberto Ribeiro, Gabriel está se saindo muito bem com essa nova realidade de ensino, e além disso está tendo novas experiências e oportunidades para diversificar e aprimorar seus estudos, pois consegue acessar seu livro facilmente tanto pelo celular quanto pelo computador. 

“Mesmo com o isolamento social, o meu filho e seus colegas estão realizando grupo de estudos e aperfeiçoando as atividades escolares”, relata o pai de Gabriel, que também aproveita para agradecer à professora Nelly pela preocupação e eficiência em implantar sistemas de ensino on-line de excelência no Colégio Martha Falcão. "É importante agradecer ainda aos demais professores e funcionários em geral da instituição, que estão trabalhando a todo vapor para fornecer a melhor experiência possível para nossos filhos neste momento tão difícil em virtude da pandemia do Coronavírus. União é essencial para sairmos dessa fortalecidos”, relata o pai do aluno.

O comentário de Nelly Falcão, diretora das INFS

"No dia 17 de março de 2020, em virtude da pandemia do Covid-19 que assola o mundo, o Ministério da Educação (MEC), por meio da Portaria 343, se manifestou sobre a substituição das aulas presenciais por meios digitais enquanto durar a crise. O que a princípio destinava-se ao ensino superior, depois passou a ser uma determinação também para o ensino profissional, e coube aos Conselhos Estaduais de Educação procederem com a autorização para o ensino básico, o que foi a solução  para as escolas e famílias, embora para todos fosse um grande desafio. As instituições, tanto públicas como particulares, passaram a oferecer o ensino remoto de acordo com as suas possibilidades. Nos reestruturamos em tempo recorde e, apesar dos momentos angustiantes que todos estamos enfrentando, temos muito trabalho pela frente.  O apoio e o feedback dos pais, alunos e professores tem nos motivado e mostrado que estamos no caminho certo. Entretanto, lamentamos que alguns órgãos públicos do nosso Estado não deem o devido valor ao segmento, e atuem dificultando a gestão das instituições de ensino particular nesse período tão difícil e com tantos problemas sérios a serem resolvidos".

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.