Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
INVESTIGAÇÃO

Coronavírus: Lacen realiza contraprova de teste positivo de vice-reitor da Ufam

Segundo presidente da FVS, Rosemary Costa Pinto, medida faz parte do protocolo do Ministério da Saúde. Teste precisa ser validade por uma unidade de referência



teste_covid19_88FE21E4-AF04-410C-8D6E-54BAEBF51333.JPG Foto: Aguilar Abecassis
17/03/2020 às 16:53

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) afirmou que está realizando a contraprova do teste que deu positivo para coronavírus no vice-reitor da Universidade Federal do Amazonas, Jacob Cohen. E desafiou o médico a provar que tenha reportado o caso à instituição.

As declarações foi repassada pela diretora da FVS, Rosemary Costa Pinto, em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (17). Segundo ela, apenas o Laboratório Central do Amazonas (Lacen) está credenciado pelo Ministério da Saúde (MS) para este tipo de exame e, por isso, Cohen ainda não consta no número oficial de casos confirmados.



Rosemary explicou que, além de Cohen, há mais um caso em investigação que foi testado positivo pelo laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Os dois resultados foram notificados à vigilância epidemiológica na manhã de hoje pelo pesquisador da Fiocruz que realizou os teste, mas, segundo ela, não houve tempo hábil para a confirmação do resultado pelo Lacen.

Outros três exames, de casos considerados suspeitos, também estão sendo processados. Os cinco devem ficar prontos amanhã.

Área da saúde

A diretora da FVS ressaltou que os pacientes cujo teste da Fiocruz deu positivo são profissionais da saúde e que adotaram medidas preventivas, como o autoisolamento, e reafirmou que a fundação tem seguidos todos os protocolos nacionais e mundiais para confirmação dos casos suspeitos.

A FVS rebateu acusações de que haja discrepância entre os casos confirmados e os números apresentados pela fundação. “Não escondemos informações. Desde a primeira notificação, nós tratamos isso com a maior transparência possível. Nós repudiamos aqueles que tentam desacreditar o trabalho sério que nós fazemos”, destacou a diretora da instituição.

Sem citar o nome do paciente, a diretora da FVS pediu a Jacob Cohen que mostre a prova de que tenha avisado a FVS sobre seu estado de saúde, conforme foi noticiado por um blog de Manaus a partir e entrevista com o vice-reitor. "Nós gostaríamos que houvesse a comprovação por parte desse profissional que diz que notificou a FVS. Que ele comprove que notificou. Porque isso é uma inverdade", disse Rosemary.

Rosemary também informou que não há desabastecimento de insumos para realização dos testes no Lacen, mas que devido o aumento do número de casos no país, somente casos sintomáticos serão testados. "Nós precisamos racionar os exames para que, no futuro, quem realmente precisar, consiga ser testado", pontuou.

Balanço

Os números oficiais apresentados pela FVS registram um caso confirmado de Covid-19 no Amazonas (testado pelo Lacen). Se trata de uma mulher que veio da Inglaterra e é considerado um caso importado da doença. Rosemary ressaltou que a paciente está “plenamente recuperada” e “fora do período de transmissibilidade”.

Há também, no total, cinco casos em investigação, que aguardam resultados laboratoriais. Outros 27 casos suspeitos já foram descartados pela vigilância epidemiológica.

Tudo sobre o Coronavírus



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.